Aumentam as denúncias de fraude nas eleições

Centenas de eleitores disseram que o PRI comprou cartões pré-pagos de uma loja de departamento em troca de votos

 

04/07/2012

 

Marina Mattar,

Opera Mundi

 

À medida em que aumentam os indícios de irregularidades nas eleições, os 300 conselhos eleitorais mexicanos iniciaram nesta quarta-feira (04) a análise do processo eleitoral para decidir se os votos em seu distrito devem ou não ser recontados.

A responsabilidade foi passada pelo Instituto Federal Eleitoral do México (IFE), que na terça-feira (3) indeferiu o pedido de apuração total dos votos das eleições do último domingo (01/07) solicitado pela coalizão de esquerda, Movimento Progressista, que apoia o candidato derrotado Andrés Manuel López Obrador. "O IFE lavou as mãos", foi o título da reportagem do jornal Proceso sobre o tema.

Em sessão extraordinária nesta terça-feira , o IFE não ordenou a recontagem total dos votos e deixou a decisão nas mãos dos conselhos eleitorais de cada distrito que devem seguir as regras estabelecidas por lei eleitoral.

A recontagem só deve ser feita quando a diferença entre o primeiro e segundo lugar for igual ou menor a um ponto percentual e o segundo lugar solicitar a apuração, quando os votos nulos são iguais ou maiores à diferença de votos entre o primeiro e o segundo lugar, quando há evidências de fraude e quando todos os votos foram para apenas um partido em uma mesa eleitoral, estabelece a lei.

O IFE estima que cerca de um terço dos votos das eleições presidenciais que elegeram Peña Nieto, do PRI, devem ser recontados durante essa semana. No entanto, o partido do candidato derrotado à Presidência afirma que foram detectadas inconsistências em 79,5% das mesas eleitorais.

O movimento estudantil #YoSoy132 também denunciou irregularidades que favoreceram o candidato do PRI nas últimas eleições. Os ativistas, que organizaram diversos protestos e assembleias para denunciar a suposta fraude eleitoral, estão acampados desde terça-feira na frente do IFE.

Das denúncias recebidas de todo o país, foi computado que 46% delas se referiam a compra de votos; 30% a irregularidades nos colégios eleitorais; 19% relacionadas com propaganda, apesar do veto, assim como casos isolados de carreatas, indicou o movimento.

Desde o início dessa semana, crescem evidências que confirmam as fraudes denunciadas pelo #YoSoy132 e o envolvimento da coalização de Enrique Peña Nieto nas irregularidades encontradas.

Centenas de mexicanos contaram nesta terça-feira que o PRI comprou seus votos com cartões pré-pagos da rede de lojas de departamento Soriana, apuraram jornais locais.

Com medo de que o crédito fosse cancelado com o anúncio dos resultados eleitorais, os eleitores lotaram as lojas para gastar o crédito, que ia de 100 (15 reais) a 700 (106 reais) pesos. "Disseram que iam cancelar os cartões. Estão nos intimidando porque nós já votamos", relatou um mexicano ao jornal local La Jornada.

“No domingo, você se dirigia a urna, votava, tirava uma foto da cédula marcada em favor do PRI, mostrava e te davam o cartão”, contou Rocío Ugalde ao La Jornada.

Devido ao tumulto que obstruiu diversas vias de acesso, uma unidade da rede Soriana fechou as portas nesta quarta-feira sob a ordem do Instituto de Verificação de Administração do Distrito Federal.

O La Jornada também informou que dezenas de pessoas protestaram nesta terça-feira por diversas horas para exigir o pagamento de 600 pesos (91 reais) e um celular prometido pelo PRI. Segundo os manifestantes, representantes do partido prometeram lhes pagar em troca de trabalho como mesário nas eleições. “Nos ofereceram em troca de apoio nos distritos eleitorais e não nos deram nada”, disse uma das manifestantes ao jornal.

O porta-voz executivo do IFE no estado de Veracruz, Antonio Manjarrez Valle, admitiu nesta terça-feira que uma urna foi roubada no distrito de Panuco e que os funcionários se negaram a dar queixa com medo de represálias. Valle garantiu que o incidente não irá alterar os resultados eleitorais do distrito, onde o PRI foi o grande vencedor.

Comentários

Deixe seu comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd>
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.

Mais informações sobre as opções de formatação

CAPTCHA
Esse desafio é para nos certificar que você é um visitante humano e serve para evitar que envios sejam realizados por scripts automatizados de SPAM.
12 + 5 =
Resolva este problema matemático simples e digite o resultado. Por exemplo para 1+3, digite 4.