Quem é direita e esquerda hoje no Brasil?

Muitos ex-esquerdistas proclamam que superaram o maniqueísmo esquerda x direita, inadequado a esse mundo globalizado. Mera retórica para justificar o aburguesamentos de quem, em nome da esquerda, alcançou um estilo de vida à imagem e semelhança dos poderosos da direita: muita mordomia e horror, como confessou o general Figueiredo, ao “cheiro de povo” (exceto na hora de angariar votos) 

21/03/2013

 

Frei Betto

O esgarçamento da política 
Esgarçar: afastarem-se, soltarem-se os fios de um tecido (Caldas Aulete)


Quem é direita e esquerda hoje no Brasil? Eis um dilema shakespeariano. A direita, representada pelo DEM, se acerca do PMDB e, na palavra do senador Agripino Maia, propõe “oposição branda” ao governo Dilma Rousseff, que se considera de esquerda. 

O PPS do deputado Roberto Freire, versão ao avesso do Partido Comunista, apoia as forças mais retrógradas da República. O PDS de Kassab e o PMDB de Sarney ficam em cima do muro, atentos para o lado em que sopram os ventos do poder.

Como considerar de esquerda quem elege Renan Calheiros presidente do Senado, e Henrique Alves, da Câmara dos Deputados. Você, caro(a) leitor(a), qualifica como de esquerda quem se apoia em Paulo Maluf, Fernando Collor de Melo e Sarney?

Desde muito jovem aprendi que a esquerda se rege por princípios e, a direita, por interesses. E hoje, quem coloca os princípios acima dos interesses? Como você, que é de esquerda, se sente quando se depara com comunistas apoiando o texto do Código Florestal que tanto agrada a senadora Kátia Abreu?

A esquerda entrou em crise desde que Kruschov, líder supremo da União Soviética, denunciou os crimes de Stalin, em 1956. Naquela noite de fevereiro, vários dirigentes comunistas, profundamente decepcionados, puseram fim à própria vida.

Depois que Gorbachev entregou o socialismo na bandeja à Casa Branca, e a China adotou o capitalismo de Estado, a confusão só piorou. 

Muitos ex-esquerdistas proclamam que superaram o maniqueísmo esquerda x direita, inadequado a esse mundo globalizado. Mera retórica para justificar o aburguesamentos de quem, em nome da esquerda, alcançou um estilo de vida à imagem e semelhança dos poderosos da direita: muita mordomia e horror, como confessou o general Figueiredo, ao “cheiro de povo” (exceto na hora de angariar votos).

Ser de esquerda, hoje, é defender os direitos dos mais pobres, condenar a prevalência do capital sobre os direitos humanos, advogar uma sociedade onde haja, estruturalmente, partilha dos bens da Terra e dos frutos do trabalho humano.

O fato de alguém se dizer marxista não faz dele uma pessoa de esquerda, assim como o fato de ter fé e frequentar a igreja não faz de nenhum fiel um discípulo de Jesus. A teoria se conhece pela práxis, diz o marxismo. A árvore, pelos frutos, diz o Evangelho. 

Se a prática é o critério da verdade, é muito fácil não confundir um militante de esquerda com um oportunista demagogo: basta conferir como se dá a relação dele com os movimentos populares, o apoio ao MST, a solidariedade à Revolução Cubana e à Revolução Bolivariana, a defesa de bandeiras progressistas, como a preservação ambiental, a união civil de homossexuais, o combate ao sionismo e a toda forma de discriminação.

Quem é de esquerda não vende a alma ao mercado.
 
Frei Betto é escritor, autor do romance histórico “Minas do Ouro” (Rocco), entre outros livros.

http://www.freibetto.org/>    twitter:@freibetto.

Comentários

Esquerda-Direita

Esse Frei Betto não e de esquerda e nem de direita, ele é um Milionário Comunista! "Frei" Betto, vai pra o inferno, pois quando que tu vai dividir os teus milhões com os pobres?!

Acertou na ferida

 Artigo muito bom, percebo que nos comentários as pessoas não estão preocupados em discutir sobre a relação esquerda X direita, mas sim em defender a sua esquerda (cada cometnário a pessoa define esquerda de um jeito diferente), parece até que o autor insultou pessoalmente e o cidadão e este está tentando defender sua imagem. E isso é uma prova para a veracidade do artigo, os falsos-esquerdistas parecem com católicos não-praticantes. Adoram gritar para Deus e o mundo que é católico, mas não praticam nada do que acreditam. 

A definição exclusivista

Frei betto, quer dizer então, que voce montou o quadro em que dita quem é ou não de esquerda?? ou seja, se voce não é anti-sionista, voce não é de esquerda. Se voce não apoia os movimentos bolivarianos, voce não é de esquerda. Se voce não apoia e condução politica em Cuba, você não é de esquerda. De fato, esse é o retrato de uma esquerda que não se regenera, uma esquerda totalitária, que quer definir o que é ser ou não de esquerda, afastando todas as outras possibilidades de se inserir nesse grupo amplo e diverso. Essa higienização no campo esquerdista não é nova, Frei Betto é só mais um a repetir as baboseiras de uma esquerda que não sabe inovar e criar novas alternativas aos modelos insufucientes que ja criou. Quer definir porque está miope e não consegue inserir suas propostas no mundo, necessitando criar definições rígidas, sob pena de não mais se reconhecer. É o retrato de como a esquerda precisa de novas referências, distantes de Frei Bettos da vida, que colocam o mundo atual de forma maniqueísta, tal como no período da Guerra Fria, em que ser de esquerda tinha como referencia o negacionismo ao imperialismo americano.Se há uma classificação possível no campo da esquerda, essa é a luta pela maior participação dos excluídos na sociedade, com maior partcipação política, econômica e social.  Tentar afastar, pela definição, aqueles que não concordamos, é como fingir que Hitler não está na direita, e Stalin na esquerda.Se Frei Betto utiliza Marx pra resgatar que a prática é o critério da verdade, resgatemos dele que para mudar o mundo é preciso entende-lo. Parace que esquerdistas como Frei Betto preferem excluir aqueles que estão em processo de entendimento!

Como escapamos de ser uma grande Cuba

 Como escapamos de ser uma grande Cuba http://www.youtube.com/watch?v=IYXwZgnUVwg&feature=youtube_gdata_player"O Fenômeno Socialista" de Igor Shafarevich 

esquerda e direita no Brasil

Bastante lúcido e oportuno esse artigo do Frei Betto, nesse momento em que presenciamos o crescimento assustador de manifestações de direita no Brasil, inclusive com comemorações do Golpe Militar de 64. É também bastante preocupante a aliança entre a bancada ruralista e a evangélica, podendo levar a um perigoso retrocesso na democracia conquistada a duras penas em nosso país. DITADURA NUNCA MAIS!

"QUEM É DIREITA E ESQUERDA HOJE NO BRASIL" FREI BETO

Não concordo com a definição simplista que se tenta dar hoje para diferenciar esquerdistas de direitistas: estes seriam os maus, interesseiros, e aqueles os bons, idealistas e desinteressados nos bens materiais. Na prática não vejo isso, somente no discurso das ditas esquerdas.Diferentemente do aprendido pelo Frei Beto, aprendi desde pequeno que a esquerda era representada pela União Soviética e agregados, pela China e agregados e alguns outros como Cuba. A direita eram os EEUU e grande parte da Europa livre. Depois de Gorbachev entendo que a esquerda ficou restrita ao sistema político-social utilizado na Coreia do Norte, em Cuba, nas Repúblicas bolivarianas e em outros poucos lugares. Aprendi também - na verdade também vi - que em lugares como URSS, China e Cuba houve um verdadeiro extermínio das igrejas cristãs. O que combatiam? Os padres? Os pastores? Cristo? Seus ensinamentos e o evangelho? Acho que ficou muito claro na recepção que Fidel Castro fez ao papa João Paulo II, o ódio que ele carrega contra Cristo e os cristãos. Prefiro, hoje, não fazer mais essa distinção entre direita e esquerda. Concordo com uso de preservativo (então sou de esquerda?), mas sou contra o aborto (então sou de direita?); concordo com uma escola integral como em Cuba (então sou de esquerda?), mas sou a favor da liberdade e diversidade no ensino (então sou de direita?); não acho que pobre cheira mal, como disse Figueiredo (então sou de esquerda?), mas penso que a demagogia das bolsas-tudo atuais não levam a um futuro melhor, pois vejo que não estão estimulando uma melhoria na formação das pessoas desassistidas (então sou de direita?); sou a favor de menos rigor contra os usuários de droga (então sou de esquerda?), mas contra o uso de drogas (então sou de direita?) etc. etc. etc.Não voto no  PT (então sou de direita?), mas não coloco interesses mequinhos ditos inadequadamente burgueses sobre os ideais que meus pais e minha escola me infundiram (então sou de esquerda?).Quanta petulância querer rotular pessoas que nem se conhece profundamente na realidade.

Melhorem a abordagem

A abordagem foi pobre e superficial. Concordo que ainda haja posicionamentos de direita e esquerda, sim. Mas discordo quando se fala que a Direita luta por interesses, e não por princípios. Não é bem assim... O modelo Keynesiano e o modelo do Walfare State foram criados pela direita. Objetivando o livre mercado, porém sem se esquecer da função providenciadora de bem-estar que o Estado deve submeter a seus cidadãos. E deu certo! Tirou os EUA da recessão na decada de 30 e tirou milhares de pessoas da pobreza naquele país. Acredito que todos os extremos são perigosos. Obviamente o extremo do liberalismo jogou-nos numa crise, mas o extremo do esquerdismo também jogou Cuba, URSS, China, Coreia do Norte a situações deploráveis. Não precisamos nem comentar o absurdo de pobreza e negação aos direitos humanos, nos quais inserem-se esses países. Vamos observar melhor que tipo de ideologia queremos para o nosso Brasil, pois se fizermos a escolha errada, um dia iremos pagar a conta.

Estamos em 2013, não mais em 1917!

Vamos parar com esse papo de esquerda e direita. Gente, é um absurdo querer olhar para a política de hoje com os olhos voltados para a revolução russa, cubana ou chinesa. É uma completa ignorância utilizar a obra magnífica de Karl Marx para defender qualquer tipo de reforma econômica, pois o próprio Marx entendia que a análise sobre o capitalismo que ele fez só se aplicava à sua época. Não existe mais esquerda e nem direita há muito tempo e no mundo inteiro. Não existe comunismo e nem socialismo a não ser nas teorias. Na prática, nunca.Vamos começar a olhar nossa política com olhos menos ingenuos, o que move a política hoje e sempre são os interesses (sejam eles econômicos ou políticos), nunca as ideologias. QUem pensa que ideologia faz diferença na política está vivendo fora da realidade.Temos que lutar por mais igualdade, uma imprensa mais consciente e honesta, acesso a direitos básicos para nosso povo e investimentos em infraestrutura e tecnologia. Não será discutindo este tema ultrapassado e completamente inútil que vamos consertar nosso país.

O CIENTISTA E O ALQUIMISTA SOCIAL

Ninguém se descuida do fato de que os problemas de saúde enfrentados por uma criança, por um adolescente, por um adulto ou por um idoso são , às vezes, muito diferentes. Por isso , a medicina especializou-se por áreas etárias, a par de outras especializações por grandes sistemas . Desse modo, para uma criança adoentada, recomenda-se que vá primeiro a um pediatra; caso o doente seja um adulto, melhor que se dirija primeiro a um clínico geral; e se o paciente for um idoso, o geriatra seria o especialista mais indicado para uma primeira consulta. Entretanto, em todos os casos, as ciências médicas seriam sempre as depositárias dos conhecimentos cientifícos existentes sobre as doencças e patologias que podem ser tratadas , independentemente da idade do paciente. É claro que, à falta de um pediatra, de um clínico geral ou de um geriatra, um  médico de outra especialidade poderia ser consultado. Em última análise, um enfermeiro poderia ser a única opção ao alcance da mão.Não obstante, ninguém concordaria que este possuíria os conhecimentos necessários para diagnosticar os problemas de saúde de cada paciente em particular em todas as circustâncias. Afirmar que o capitalismo em 2013 difere do capitalismo de 1917 é correto e , quem quiser combater esse sistema de desigualdade social explícita, opressão e exploração, não poderá jamais deixar de levar isso em conta. Mas derivar desse fato a tese de que o marxismo, embora fosse válido em 1917, não se presta mais para diagnosticar essa doença social, equivale a dizer que a Medicina é válida  somente para os pacientes de determinada faixa etária.O grande erro inerente a esse tipo de afirmação reiterada desde a época de o próprio Marx, é o fato de se desconhecer que o marxismo é uma ciência, cuja comprovação repousa precisamente  na sua capacidade de previsibilidade, no que é essencial-  dos acontecimentos contemporâneos produzidos pela lógica de funcionamento do sistema capitalista, inclusive os vinculados à crise econômica que o capitalismo atravessa. É certo que a doença "capitalismo" não manifesta os  mesmos sintomas em 2013 do que em 1917. O quadro clíncio do paciente afetado tornou-se em nossos dias muito mais grave.  Porém, qualquer pessoa que deseje salvar o "paciente" - em verdade, à essa altura, entendido como a própria vida no planeta Terra -  não poderá deixar de consultar o marxismo como conhecimento científico inequívoco do modo de produção capitalista, cujas principais leis de funcionamento foram descobertas por Marx e continuarão operando enquanto esse sistema social injusto, incompatível com a preservação da vida no planeta Terra continuar existindo. 

"pois o próprio Marx entendia

"pois o próprio Marx entendia que a análise sobre o capitalismo que ele fez só se aplicava à sua época" Desculpe, com todo o respeito, mas vc já leu algo de Marx???

Por que colocou como título

Por que colocou como título "quem é esquerda e direita hoje no Brasil" se só fez reafirmar a posição esquerdista de demonizar a direita que se vê em todo canto? Perdi meu tempo lendo, esperava uma análise mais aprofundada das duas vertentes e me decepcionei.

"Desde muito jovem aprendi

"Desde muito jovem aprendi que a esquerda se rege por princípios e, a direita, por interesses"Claramente aprendeu errado. Esquerda são os bonzinhos e a direita os maus? A padre...É errado o PT apoiar Renan, mas ´enormal ser submetido ao Papa? Você não vendeu a alma para o mercado, mas vendeu para as riquezas feudais da Igreja

Concordo. 

Concordo. 

RELAÇÃO ENTRE MORAL E POLITICA E ENTRE REFORMA E REVOLUÇÃO

A definição de esquerda e direita a partir de critérios morais é totalmente inadequada. A luta política balizada em critérios morais jamais levou e nem levará  a esquerda ao poder. A ciência e os prncípios  que devem ser observados ou consultados são de natureza política, e, sobretudo, de classe. Não importa o caráter moral dos aliados envolvidos , mas o sim caráter político da aliança concertada,buscando o atendimento dos interesses imediatos presentes dos trabalhadores e do povo ( relativos a melhorias concretas nas condições de vida das pessoas, que comem, frequentam escolas, procuram centros de saúde , etc, reais, não podendo esperar que uma situação ideal se configure para conhecer melhores condições de existência)  e de médio e longo prazo futuros (relativamemte ao que Lênin designou o "objetivo final", ou seja, à edificação de uma sociedade socialista). Quando Marx recomendou que se fizessem acordos , por compreender serem estes a essência da atividade política no âmbito de uma sociedade dilacerada pelas contradições de classe, condicionando, entretanto, que não se traficassem os princípios, não se referia a nenhuma recusa mediada por juizos moralistas, tais como "quem faz acordos com Sarney não pode ser considerado de esquerda". Para Marx - e para Lênin- tais acordos são perfeitamente válidos se contribuirem para melhorar e favorecer as condições de vida e de luta dos trabalhadores e do povo ( não estou afirmando nem negando nesse espaço exíguo, veja-se bem!, que os acordos com Renan e Sarney tiveram esse propósito. Nesse caso, caberia perguntar, os neoliberais e traidores da pátria do PSDB e do DEM, agentes mercenários do capital financeiro internacional, defensores da Alca, contrários à Unasul, inimigos mortais de Hugo Chavez, Evo Morales, Rafael Correia e da Cuba revolucionária, procederaim da mesma maneira que os governos Lula e Dilma, tanto internamente , como externamente?) Para mim, o PT não é um partido de esquerda. A política implantada no pais sequer tem caráter social-democrático, podendo , inclusive, ser adjetivada de social-iberalismo, como gostam de contestar alguns que se acreditam de esquerda.  Porém, estou absolutamente convencido que, restrito a essa luta meramente institucional, voltada para a eleição de presidentes, deputados , senadores, governadores, vereadores, etc, nada além do que vem sendo feito poderia ter sido conquistado, como supõem alguns partidos reformistas, como o Psol e puristas como o próprio Frei Beto ( nesse último caso, esse purismo é perfeitamente compreensível, na medida que a tentativa de conciliação do marxismo com o cristianismo há de conhecer sempre um impasse entre a esfera da moral e a esfera da política).Minha posição política distingue-se completamente das que costumam circunscrever-se à luta restritamente institucional. Não compartilho ( e acredito sinceramente que nem Marx e nem Lênin compartilhariam ) com os que sustentam-se em Gramsci para afirmar a possibilidade de assaltar o Estado burguês por dentro. Reafirmo a impossibilidade dessa transformação, e, portanto, de que se poderia transformar o Brasil em um país socialista mediante reformas e conquista de uma suposta hegemonia do Estado. Todo Estado teve e continua a ter, enquanto Estado for, caráter indelével de classe. Nesse sentido, todos os que supõem a possibilidade de se colocar um estado burguês a serviço dos trabalhadores estão, no mínimo, iludidos, e converteram-se consciente ou inconscientemente em mercadores de ilusões. Desse modo, do ponto de vista da luta institucional. convém reconhecer que a luta restringir-se-á aos dois blocos de forças atualmente opostos em nossas sociedade, ou seja, ao bloco social-liberal, nacionalista e desenvolvimentista,  liderado pelo PT; e ao bloco  neolibiral , antinacionalista e entreguista, capitaneado pelo PSDB. As demasi forças existentes, do ponto de vista da luta meramente institucional, contam apenas no jogo da governabilidade, tal como vem ocorrendo desde 1994 com maior ênfase. O papel da verdadeira esquerda é o de empenhar-se na luta não institucional, esforçando-se por elevar a consciência e a organização dos trabalhadores e do povo com vistas à conquista de uma sociedade verdadeiramente socialista. Essas forças deveriam estar muito mais preocupadas com o avanço das Igrejas pentecostais e neopentecostais no meio de nosso povo, do que com o fato de o PT não ser um partido socialista de esquerda, na medida em que o papel histórico do PT sempre foi o que ele está cumprindo.  Nesse sentido, considero um equívoco a tese que difunde a ilusão reformista de que um governo melhor que o governo petista poderia ser viável no Brasil de nossos dias. Da mesma forma, entendo que a participação nesse governo é outro equívoco para todos os que se consideram e querem agir como militantes na luta pelo socialismo. A presença de alguém que se diz comunista em um ministério como o dos Esportes é um acinte. Onde já se viu um comunista envolvido na organização de um evento tipicamente comercial e capitalista, que nenhum legado de importância maior deixará ao nosso país ( ou que deixará legados cujos custos não se justificam face a outras obras prementes , inclusive no campo de esportes, como ginásios, quadras desportivas, piscinas , arenas, pistas de atletismo,etc) ? A realização da Copa do Mundo no Brasil, os custos das obras de edificação de estádios de futebol, sempre superiores a 700 milhões de reais, etc, são inaceitáveis e somente defensáveis com sofismas e engodos. Porém isso não significa que a candidatura de Dilma não devesse ser apoiada desde o primeiro turno. Esse apioio jamais deveria pressupor a conquista de cargos no governo, como o Ministério dos Esporte, mas o atendimento de uma pauta mínima de reivindicações destinadas a melhorar as condições de luta fora do Parlamento, tais como a concessão de uma nova Lei de Mídias, a multiplicação de rádios cumunitárias, a construção de espaços públicos que viabilizassem a realização perene de reuniões , debates, congressos, seminários, etc, pelas organizações ,partidos e movimentos populares.  Vou ficando por aqui , posto o desenvolvimento dessas ideias resultariam numa tese com centenas de páginas, o que , nesse espaço , é totalmente inapropriado.       

Lei de Mídias?

Acho que com "Lei de Mídias" você quis dizer "Regulação de Imprensa", o que pra mim, na prática, quer dizer"Censura". Isso me lembra da imprensa controlada na Venezuela e na época da diatura. Ou seja: a esquerda está doidinha pra permanecer no poder pra sempre, criando uma Nova Ordem Mundial. Mas, pra isso, precisa urgentemente, além de ter o poder, manipular a informação. Que podre e triste este teu comentário. Deus te ilumine.

esquerda x dirreita

A esquerda provou a hipocrisia. Quando alguém da direita rouba, temos cpf ou cnpj para condenar, ou ficar desmoralizado. Quando alguém da esquerda rouba ou melhor, desvia recursos com interesses ideológicos, particularizando o estado, é muito dificil provar, é um modo distribuído e impessoal de safadeza. A direita privatiza, a esquerda particulariza. No entanto são possuidores de articulado discurso, com dialética bem construída  e argumentos pensados semipadronizados, muito semelhantes em diversos paises onde atuam. Parece haver uma matriz. Mas é uma questão de tempo. A esquerda vencerá, a menos que perca pela sua própria rigidez opiniática.viva a solidariedade abaixo o estado

Parabéns pela lucidez.

Parabéns pela lucidez.

Ser de esquerda é ser avesso

Ser de esquerda é ser avesso a todo tipo de mistificação, como por exemplo a crença num salvador, filho de Deus, que morreu para nos salvar e depois ressuscitou. A mistificação anda sempre ao lado da manipulação, não há como escapar. Um homem religioso não vai nunca a fundo na prática revolucionária ou vai até o ponto em que ela se manifesta claramente contra a mistificação, então, nesse ponto, ocorre um racha, mistificadores-manipuladores de um lado, gente adulta, liberta e libertadora, de outro. Não dá para acreditar no espírito revolucionário de um homem que ainda acredita em coisas como a culpa original da humanidade cem anos após a invenção da psicanálise. Na certa vai dizer que não acredita em Adão e Eva e em Sodoma e Gomorra mas acredita no Cristo ressuscitado filho de uma virgem. Ou acredita no mito inteiro ou não acredita em mito nenhum, melhor fazer uma escolha.

 Política sempre foi pelo

 Política sempre foi pelo Poder. Ingenuo achar que se faz política no mundo por, apenas, ideologia. O que os progressistas da Administração atual fizeram foi, a partir de 2003, utilizarem-se das mesmas armas que a extrema direita reacionária e conservadora sempre utilizou pelo mundo, Brasil inclusive: a costura de acordos com partidos de aluguel sem ideologia e também a imposição pelo Poder popular adquirido. Também pela cooptação se necessário for. A esquerda que sempre se pautou pela ideologia na hora de fazer política, passou a lutar com as mesmas armas dos reacionários conservadores já que não cabia mais nos tempos atuais, tomar o Poder pelas armas e pela revolução popular. Isso os deixou embasbacados e sem saberem o que fazer. Não à toa, a oposição partidária se desmoronou em nosso país... A compra de votos para aprovação da emenda constitucional que concedeu o direito a FHC de se reeleger e a aprovação para que a União vendesse grande parte do patrimônio público construído pela população brasileira, são grandes exemplos do “modus operandi” da direita até final dos anos 90. Política não é para santos. Aliás, santos nunca existiram. A diferença básica é que até 2002, a elite nacional fazia acordos, e cooptava-se, para beneficiar uma pequena parte privilegiada da população (o mercado financeiro, os rentistas, a mídia paulista e carioca, as elites conservadoras...). Hoje, costura-se acordos, e coopta-se, para implementar fortes políticas públicas de inclusão social.Carlos Veloso Leitão de Figueiredocaveloso@hotmail.com 

Combate a toda forma de discriminação

É bom que Frei Betto inclua o combate a toda forma de discriminação entre as bandeiras da esquerda. Falando nisso, ele vem realmente seguindo essa bandeira? Se sim, deve ter se arrependido de dizer que a tortura no regime militar era uma forma de "ateísmo prático", declaração que foi muito preconceituosa contra os ateus e o ateísmo.

Esquerda no Brasil

Sem dúvida pe muito complexo o tema, uma vez que os meios de comunicação de massa conseguem atingir e influir na sociedade civil a serviço da sociedade política brasileira. O fato é que os partidos teoricamente de esquerda revolucionária (PSOL, PSTU, PCB e PCO) vivem se digladiando em torno de pontos absolutamente insignificantes. Como resultado não conseguimos vislumbrar uma liderança política de esquerda significativa. Por sua vez os movimentos sociais populares, sobretudo a via campesina está fazendo o melhor trabalho em termos de articulação política. Mas somente os movimentos sociais populares não representam o suficiente para a mudança estrutural no plano econômico. Paradoxalmente são esses movimentos sociais populares que estão dando a tônica revolucionária que precisamos urgentemente no Brasil. Portanto, podemos dizer que a alternativa mais viável é nutrir os movimentos sociais populares campo de disputa da hegemonia.Magno Oliveira RJ

Sobre os crimes de Stalin

Só para lembrar, já está mais que provado que o relatório de Kruschov foi uma farsa e que Stalin não cometeu os crimes a ele atribuídos.

"Quem é direita e esquerda hoje no Brasil" Frei Beto.

As palavras de Frei Beto são extremamente oportunas, nesse momento histórico que vive nosso continente. Realmente alguns ditos de esquerda se transformaram em demagogos à conveniência dos seus interesses, logando um estilo e vida criticado, alguns anos atras, na procura de votos. É lamentável velos nessa mordomia...um horror.

Deixe seu comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd>
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.

Mais informações sobre as opções de formatação

CAPTCHA
Esse desafio é para nos certificar que você é um visitante humano e serve para evitar que envios sejam realizados por scripts automatizados de SPAM.
10 + 6 =
Resolva este problema matemático simples e digite o resultado. Por exemplo para 1+3, digite 4.