Os perigos da “pátria amada”

Estamos preocupados com o rumo que esse levante popular pode tomar e com a associação dele a um discurso midiático vazio

18/06/2013

 

Camila Petroni e Débora Lessa,

 

O intuito da pequena reflexão que segue não é desmoralizar os atos ocorridos em diversas cidades brasileiras, que começaram contra o aumento das tarifas de transportes públicos, no início de junho, e, hoje, apresentam “pautas” variadas. É justamente a pulverização dessas motivações que nos preocupam. Quais são os motivos da luta mesmo?

Na página virtual (Facebook) do Quinto Ato, marcado para o dia 17 de Junho e com mais de 240 mil pessoas com presença confirmada (já esperando os ataques bárbaros da Polícia), as enquetes conseguem fazer qualquer queixo que se preze cair. Em uma delas, que perguntava qual bandeira deve-se levantar após a baixa dos preços das passagens (se houver), algumas das propostas colocadas como motivo de mobilização (mesmo que não muito votadas) são: cancelamento da Copa do Mundo 2014 (um tiro no pé, com todo o investimento já feito), Reforma Política (que reforma?), Segurança (mais PM nas ruas?), Diminuição da maioridade penal (sem comentários), Fim do Funk (projeto higienista manda um “Oi!”), a favor do Estatuto do Nascituro (sem comentários, de novo), CCC – Campanha Corruptos na Cadeia (não tinha um nome melhor? Quase um CCC – Comando de Caça aos Comunistas - de 1964), dentre outras propostas que preferimos não imaginar o que aconteceria caso ganhassem força.

Se por um lado, a heterogeneidade de propostas e a falta de uma liderança nos movimentos representa a possibilidade de uma relação horizontal entre os sujeitos; por outro, a falta de direcionamentos aponta para o risco de causas conservadoras se tornarem as principais do movimento agora sem nome. Não consideramos o quadro atual da manifestação como anárquico, classificação feita em algumas análises, mas como preocupante, nesse sentido.

Outro ponto bastante incômodo em relação às pessoas se organizando para o ato (e a fim de formar um movimento – longe de estar unificado), é o (perigoso) nacionalismo proposto por boa parte dos manifestantes, e presente principalmente na ideia de entoarem o Hino Nacional em coro. Em uma enquete, feita também na página de organização do ato da segunda-feira (17), a maioria esmagadora era a favor de que cantassem o Hino em massa. A verdade é que sentimentos ufanistas assustam, sobretudo por sabermos, historicamente, que nunca geraram bons frutos. Estudos apontam que o ideário nacionalista brasileiro, em sua trajetória, poucas vezes chegou às classes populares (por que será?), pertencendo aos militares. Um comentário bastante sensato feito na mesma enquete, colocou que o “hino é um instrumento que forja uma falsa unidade nacional”. Se a mundialização do capital está posta, a necessidade da mundialização da luta é latente. Para isso, nada de bandeiras do Brasil em volta de nossos corpos, nada de “pátria amada, idolatrada”.

É batido, mas Marx já justificara por A + B que “os operários não têm pátria” e, por mais que devamos lutar pelas condições horrendas as quais nos coloca o capitalismo, isso não tem a ver com o “orgulho de ser brasileiro”, mas com o orgulho de sermos humanos.

E aqui nasce uma nova preocupação: até ontem pairava no ar um espectro do oportunismo da “grande” mídia, que, aparentemente, pareceu ter sido desmistificado com as recentes publicações da Globo e seus atores com olhos pintados fazendo uma alusão à jornalista acertada covardemente com uma bala de borracha no olho, depois nos deparamos com um link a ser compartilhado nas redes sociais que trazia dicas de “Moda para protesto, roupa de guerra” - a estilista pop global, Gloria Kalil, já havia soltado no site dela opções de roupas (sic!) para ir ao ato. Agora, qualquer dúvida que ainda tínhamos sobre um possível oportunismo ficou clara ao nos depararmos com - o sempre tão incisivo - Arnaldo Jabor voltando atrás em relação a quando deslegitimizou as primeiras manifestações comparando-as com ações do PCC, vitimizando os policiais e ressaltando a ignorância política dos manifestantes. Ele se redime e depois compara o movimento ascendente com o, exaltado pela própria Globo, Caras Pintadas (o movimento pode ter se originado de uma indignação, mas logo foi absorvido pela maior rede de TV do Brasil... Ah! A mesma emissora que ajudou na eleição do Collor). Daqui a pouco, veremos propagandas de refrigerantes convocando o Brasil pras ruas, presenciado o maior “jogo” já visto... A arte de mercantilizar a revolução.

Pra não dizer que não falamos dos espinhos, ter os povos nas ruas, em massa, não é sempre sinal de mudança popular. Em 1964, os setores conservadores da sociedade tremeram com a “ameaça comunista” (ainda com Jango no poder), que representava, na verdade, uma “ameaça” à propriedade privada e foram às ruas, em meio milhão de pessoas, com a Marcha da Família com Deus pela Liberdade. Dias depois, instaurada a Ditadura Militar, um milhão de pessoas marcaram presença na Marcha da Vitória, comemorando o início de duas das piores décadas que já vivemos. Estamos preocupados com o rumo que esse levante popular pode tomar e com a associação dele a um discurso midiático vazio.

Não queremos ver uma marcha à la TFP, com pessoas vestidas de branco, cantando o hino e levantando bandeiras com os dizeres “Cansei”. Precisamos de sujeitos engajados em uma luta comprometida com os movimentos sociais e populares, aliados aos anseios dos trabalhadores!

Reiteramos, mais uma vez, nosso ânimo e contentamento em viver tudo isso, mas mantenhamos os pés no chão para não defendermos um discurso uníssono no qual o senso comum pode se misturar com o que deveria ser um discurso crítico e de esquerda.

 

Camila Petroni é historiadora pela PUC-SP, Assistente Editorial e mestranda em História Social pela PUC-SP. Lattes: http://lattes.cnpq.br/371694913814605

Débora Lessa é socióloga pela PUC-SP, Professora de Sociologia e mestranda em Ciência Política pela PUC-SP. Lattes: http://lattes.cnpq.br/2369964242733352

Comentários

FARSA !!! ESSA GREVE GERAL DIA 1 É PURO GOLPE,.OLHA AS PERSONAS

Galera, cuidado, a GREVE SEGUNDA DIA 2 convocada é uma FRAUDE. Veja o nome do indivíduo que está convocando, esta abrindo um partido à nossa custa. É puramente eleitoreiro. Ajudem a divulgar, as provas estão a disposição aqui, talvez ele tente apagar. Vamos nos ajudar, divulguem.O personagem esta se divertindo com a "nossa ignorância". Mas já não ignoramos mais.Aqui eles no FACEBOOK: https://www.facebook.com/PSPC56São dos evangélicos, disfarçados. Os evangélicos estão usando vocês. Fica a dica e se forem esperto saiam daquela convocação, a não ser que queiram dar créditos à eles.

ALERTA ! ESSA GREVE GERAL É A MAIOR FARÇA

Galera, cuidado, a GREVE SEGUNDA DIA 1 convocada é uma FRAUDE. Veja o nome do indivíduo que está convocando, esta abrindo um partido à nossa custa. É puramente eleitoreiro. Ajudem a divulgar, as provas estão a disposição aqui, talvez ele tente apagar. Vamos nos ajudar, divulguem.O personagem esta se divertindo com a "nossa ignorância". Mas já não ignoramos mais.Aqui eles no FACEBOOK: https://www.facebook.com/PSPC56São dos evangélicos, disfarçados. Os evangélicos estão usando vocês. Fica a dica e se forem esperto saiam daquela convocação, a não ser que queiram dar créditos à eles.Cessem um ouco, organizem-se e voltem pra rua !!!

GOLPE !!! GREVE SEGUNDA DIA 1

Galera, cuidado, a GREVE SEGUNDA DIA 2 convocada é uma FRAUDE. Veja o nome do indivíduo que está convocando, esta abrindo um partido à nossa custa. É puramente eleitoreiro. Ajudem a divulgar, as provas estão a disposição aqui, talvez ele tente apagar. Vamos nos ajudar, divulguem.O personagem esta se divertindo com a "nossa ignorância". Mas já não ignoramos mais.Aqui eles no FACEBOOK: https://www.facebook.com/PSPC56São dos evangélicos, disfarçados. Os evangélicos estão usando vocês. Fica a dica e se forem esperto saiam daquela convocação, a não ser que queiram dar créditos à eles.Cessem um pouco, organizem-se e voltem !!!  

Para o Povo...

Da próxima vez escrevam como o pobre entende, porque falar bonito e palavras complicadas ficam para burgueses que tentam desacreditar o movimento de quem acredita na causa. Desçam do pedestal! OPS! #VEMPRARUA

Marxista cultural falando contra o Nacionalismo... Tá explicado

A merda no Brasil hoje é essa esquerdinha "revolucionária" com essas ideias contra o nacionalismo.Infelismente nossas faculdades estão abarrotadas desses professorzinhos que mostram a esquerda pintada de "ouro", e esqueçem de contar para eles as desgraças que a esquerda proporcionou no mundo inteiro. Vide (Lenin, Mao, Tchê, Chaves, Fidel). Ficam cantarolando Marx por aí, enchendo a boca para dizer "esquerda revolucionária" e "direita opressora", mas a esquerda que controla o mercado, que acaba com os direitos individuais quando acabam com a propriedade privada. A galera que sai às ruas mostra, que ama seu país e quer sim ser nacionalista! Não queremos a nojeta política marxista esquerdista comunista! Podem deixar pra Venezuela, e aquele País falido! 

Ô infeliz, no dia em que você

Ô infeliz, no dia em que você aprender a escrever língua portuguesa e souber escrever correto a palavra infeliZmente você venha discutir política com as garotas aí que são doutoras. Do contrário guarde suas ideias reacionárias porque no Brasil moderno não há mais lugar para elas. Você perdeu uma ótima oportunidade de ficar calado. Não tenho procuração das doutoras para defendê-las, nem sequer sou advogado, mas como professor de língua portuguesa e literatura me achei no dever de corrigi-lo como se faz com menino do primário já que você agiu dessa forma com as intelectuais. E saiba: no Brasil agora é assim: não aceitamos mais nada por imposição nem nos amendrontamos diante de falas autoritárias como a sua. Combatemos a ditadura, o Collor e a elite econômica e transformamos a colônia em pátria antes que você acordasse e viesse com seu discurso reacionário cheio de jargões autoritários. E lembre-se: somos uma "esquerdona" de milhões de votos e não é um calorzinho das ruas que vai derreter fácil nosso patrimônio eleitoral. Portanto "senta lá Cláudia e aguarde sua vez", porque se é para ser bossal, reacionário idiota e babaca nós também sabemos ser! Passe bem! E aguarde que Lula vem aí de novo! :)

INFELISMENTE -NOJETA -:)

INFELISMENTE -NOJETA -:)

Conheça a história do seu país

Bom mesmo é viver em um país governado para os interesses da velha oligarquia, que arruinou o país nos últimos 500 anos.

Então, concluímos que você

Então, concluímos que você está dizendo que a direita nunca cometeu nenhuma atrocidade? Meu caro, temos vários episódios de como o nacionalismo exacerbado foi usado para a manipulação de massas. No próprio fascismo, veja bem, o nacionalismo era um dos principais motivos.Defender a direita é tão incoerente quanto defender a própria exploração diária (a não ser, é claro, que você explore e nunca seja explorado... aí daria para entender o seu ponto de vista individualista). Que irônico.

Dúvida

De boa, mesmo... o que você cantarola? você é nacionalista? você acha que a esquerda errou, e a direita? São dúvidas, não são ofensas... nâo tenho amigos que tem opinião parecida com a sua... queria entender... de repente estou errado, sei lá... é bem de boa, mesmo... obrigado!

Marxista cultural falando contra o Nacionalismo... Tá explicado

A merda no Brasil hoje é essa esquerdinha "revolucionária" com essas ideias contra o nacionalismo.Infelismente nossas faculdades estão abarrotadas desses professorzinhos que mostram a esquerda pintada de "ouro", e esqueçem de contar para eles as desgraças que a esquerda proporcionou no mundo inteiro. Vide (Lenin, Mao, Tchê, Chaves, Fidel). Ficam cantarolando Marx por aí, enchendo a boca para dizer "esquerda revolucionária" e "direita opressora", mas a esquerda que controla o mercado, que acaba com os direitos individuais quando acabam com a propriedade privada. A galera que sai às ruas mostra, que ama seu país e quer sim ser nacionalista! Não queremos a nojeta política marxista esquerdista comunista! Podem deixar pra Venezuela, e aquele País falido! 

aprenda a escrever,

aprenda a escrever, direitista analfabeto!

Li o texto e confesso que

Li o texto e confesso que também tenho certa preocupação em relação aos rumos de toda essa situação. Claro que a grande maioria dos brasileiros está esgotada com tanta corrupção, com tanta desigualdade social, com tanto descaso do governo. Precisamos sim protestar. Na minha opinião o país chegou a esse estado porque desgraçadamente a tal lei do Gerson impera na cabeça das pessoas que aqui vivem.A verdadeira informação é necessária. Existem manifestantes que estão nas ruas pelo simples fato de conseguir uma foto para o facebook. Facebook esse que também se tornou ferrramenta essencial para a comunicação entre esses mesmos manifestantes. Um governo corrupto para um povo corrupto. Um governo que não está nem aí, para um povo que não está nem aí... Enquanto nós assistirmos de camarote aos noticiários da tv como se fosse notícia "normal" uma pessoa ser incendiada por um marginal "de menor" ficará difícil alguma mudança, afinal a coisa não foi comigo... Não são só 20 centavos?Há quanto tempo está clara a corupção nesse país?Então... AGORA estamos protestanto para o quê Realmente? Precisamos de um rumo...  Precisamos enxergar esse país como o que ele realmente é; a NOSSA casa. Tenho receio de multidões formadas por sentimentos às vezes egoístas...Não esqueçamos que a grande maioria da juventude que está nas ruas é a mesma que termina o ensino médio às vezes sem saber ler direito.(A informação é fundamental) Precisamos fazer essa pergunta principalmente a esses jovens... "Vocês estão REALMENTE informados das mazelas que acontecem nesse país? Estão conscientes?

Excelente texto. Compartilho

Excelente texto. Compartilho a mesma preocupação. A única coisa que me faz ficar tranquilo é que nem a grande mídia nem a extrema direita convivem bem com as redes sociais. E o mundo não fica sem elas hoje.

Perigoso mesmo é...

Caras, perigoso mesmo é afirmar que o “hino é um instrumento que forja uma falsa unidade nacional”. Um dos maiores problemas do Brasil é que o povo brasileiro em geral nunca foi nacionalista. O povo só tem amor pelo Brasil quando o assunto é futebol e carnaval, instrumentos claramente utilizados para dopar as massas e esconder a verdadeira realidade. Se o povo não canta o hino nacional, vai cantar outro hino: o dos EUA.

Eu ainda acho que isso não

Eu ainda acho que isso não passa de uma tentativa de golpe de estado, já vejo pessoas e mais pessoas achando que o problema do mundo tá na Dilma e cada vez a culpa de tudo cada mais sobre ela .. Prevejo um impeachment seguido de um novo Collor no poder ..

manifestação virou modismo

APOIADA, a generalização dos motivos para a revolta, o fato da "revoluçao" ter chegado à aqueles sem conhecimento histórico, político e social do Brasil levou essas manifestaçoes a um ponto sem um propósito em que o motivo que leva todos às ruas é a "corrupçao dos politicos brasileiros". O povo brasileiro é definitivamente ignorante às causas politicas, e sempre foi, tanto que comeraram alegremente nas ruas a escolha do brasil para sediar a copa para agora voltarem atras (o dinheiro investido para o evento supostamente nao seria publico, mas com um evento dessa grandiosidade, é claro que haveriam reformas de caráter público, previsível ate na epoca para aqueles que realmente se importavam), nunca deram muita importancia às eleiçoes para agora tentarem compensar esse descaso com uma atençao exagerada à situação politica, social e economica do país, lamentavel. Precisamos sim de mudanças, mas isso deve ser um processo gradual!! Todos estao afobados para participar dos protestos, levar cartazes mas é preciso parar para pensar e refletir sobre o que tudo isso significa agora e futuramente, pensar em suas açoes e seus motivos. 

Texto excelente!! Só gostaria

Texto excelente!! Só gostaria de apontar no texto o momento em que voce "critica" o patriotismo, pois apesar de que um exagero definitivamente nao é como se deve levar as coisas, o sentimento patriotista foi muito importante para o progresso de outras nações (EUA, por exemplo), processos bem sucedidos. Operários podem até "nao ter pátria" e realmente precisam lutar pelo orgulho de ser humano mas somos humanos que quer ou nao pertencemos a um país, patriotismo é esse sentimento de pertecimento, e se tratando da proposta de viver em um país melhor, ser patriota tem muito a ver com a questão e é com a uniao gerada por esse sentimento que temos uma chance de conquistar essas metas.

Notas introdutórias sobre movimentos sociais

 O presente texto escrito pelas escritoras foi salutar. Primeiro, por registrar o que ambas pensam do movimento. Segundo, por demonstrar os possíveis itinerários dos movimentos sociais. Em vários momentos as autoras citam o possibilidade de cair no extremismo. Alguns para defenderem-se agridem de forma tosca as autoras. Primeiro, como esses que afirmam lutar por direito impedem duas pessoas de  manifestarem suas opiniões. Segundo, como esses mesmo que lutam afirmam que por serem mulheres não podem escrever o que escreveram. Caso tenhamos discordâncias com relação as autores façamos nossa analise do movimento, entretanto não tira o direito de outro o faze-lo.  De forma, geral, por movimentos sociais compreende-se uma série de fatores que encontram-se explícitos ou latentes, contudo eles encontra-se lá. Dentre eles, podemos destacar, um projeto. Por projeto entende-se a capacidade do ser humano de antecipar seus objetivos, e depois tentar alcança-los. Além do mais, deve-se ter em vista a práxis que os sujeitos seguem. Assim, baseado em uma teoria, ideologia, enfim em algo que os motivam eles tomam partido em relação ao problema que encontra-se estabelecido. Chegando-se ao momento de organizarem-se para conseguirem que suas demandas sejam atendidas. Sem Organização e direção o movimento tende a sucumbir. Em uma sociedade de classes em que o capitalismo nos aliena só o conhecimento da realidade concreta das lutas entre as classes e dos antagonismo entre capital e sujeito pode-se romper o ciclo vicioso. Assim, não se toma partido de qualquer forma, mas a tomada de nossas atitudes vão sempre contra ou a favor de alguém. Não existe neutralidade nesse processo. Cada marxista e até mesmo Marx analisou essa problemática de forma diferenciada. Entretanto, todos tendo em mente que sem uma ação ou uma tentativa de sair do senso comum, das opiniões puramente pragmáticas não chega-se a lugar nenhum. Assim, Lenin vê no movimento de vanguarda o grande salto de levar adiante os movimentos sociais. Para Gramsci, é a luta pela hegemonia que conduziria a vitória. O que todos esses marxistas concordam é que é preciso sair da classe em si para a classe para si conforme Marx demonstra na Miséria da Filosofia. Ações espontaneístas são fundamentais como iniciativa, contudo a longo prazo as conquistas perdem-se e os ganhos ficam pelo meio do caminho.  Em suma, não podemos jogar as lutas que o povo brasileiro tem realizado ao longo de sua história, nem mesmo as trincheiras que os movimentos sociais estão. É preciso ter projeção, objetivos, método, para não só ganhar uma batalha, mas manter-se vitorioso, pois chega um momento que o pragmatismo não responde ou pode não da respostas. Assim, lutar sempre e nesse processo deve-se nunca perde o itinerário que se almeja. Sem noções simples como a de direção as vitórias virão, só que o grande Capital incumbir-se-a de consumi-las, por isso, a necessidade da após travada a luta e ter os direitos adquiridos entender que no Brasil ainda luta-se por direito. Assim, comentários chauvinistas, marxistas como os que foram realizados acima desmerecem no mínimo serem comentados, por mudarem a direção da luta.  

bravo! bravo! fiz algumas

bravo! bravo! fiz algumas análizes críticas em cima do texto (eximiamente bem redigido, diga-se de passagem) e posso dizer que se mais pessoas tiverem acesso à este documento, um senso crítico individual poderia ser estimulado na massa, ao inves da simples adoçao de um discurso popular.

Parabéns pelo texto! É

Parabéns pelo texto! É importante orientar as pessoas. Muitos se perdem e vão dizendo e lutando por coisas que nem eles mesmos sabem o motivo. Cantar o hino, movimento "apartidário", orgulho de ser brasileiro, tudo isso é característica de governo ditatorial. As grandes democracias são multipartidárias, e não há esse nacionalismo todo.É normal que hajam críticas, nem todos gostam de ouvir a verdade, serem contraditos. Estamos nas ruas para lutar por uma política mais limpa, menos corrupção, mais voz ao povo, etc. E não para exaltar a pátria!

Bom, moro na Periferia e sei

Bom, moro na Periferia e sei bem o porque estou indo à essas manifestações, na verdade só sentindo na pele pra saber, não é bonito ver um pai de família ganhar um salário vergonhoso desses, depender de um sistema de saúde precário, colocar seus filhos em escolas com um ensino onde o ser humano não é preparado para a vida e sim pra passar de ano e ir arrastando até um ensino superior (se chegar lá), é fácil falar quando nunca sentiu o que é morar no sertão do Nordeste, por exemplo, onde tudo é muito , mas muito mais difícil mesmo, é fácil abrir a boca pra criticar quem está lutando por direitos justos, quando você tem sua caminha quente todas as noites e comida na mesa, não me sinto alienada , até porque nunca parei em frente a tv pra assistir jornal nacional ou coisas do tipo, não tenho iphone, computador do melhor, celular de última geração, essa tecnologia toda, mas sei bem o que é a PEC 37, PEC 33 por exemplo, então, se tenho a chance de mostrar a minha indignação junto aos irmãos que acreditam em um mundo melhor, eu vou ficar em casa esperando as coisas acontecerem? não!Eu acredito na mudança, e acredito no poder do povo, posso não falar bonito como vossas pessoas bem estudadas, mas conheço os problemas de perto, são muitos , por isso  não tem como levantar apenas bandeiras específicas, mas espero que com o tempo consigam se organizar melhor, enfim, não vou entrar em citações marxistas como vocês, porque talvez não saberia coloca-las na situação ATUAL que se encontra o Brasil, ou pode ser que seja mesmo por ignorância minha, mas o que sou?apenas mais um cidadão com ideais românticos, pode ser, mas já pensou o que seria do Brasil se todos deixassem de acreditar e nunca tivessem lutado por revolução!!?!! =P 

Perfeito!!!!Faço minhas as

Perfeito!!!!Faço minhas as suas palavras!!!!

Muito boa a proposta de

Muito boa a proposta de reflexao sobre como as midias estao apoiando o movimento e os rumos que serao dados ao mesmo.Muito mal: o marxismo que domina o texto.

O conteúdo e reflexão do

O conteúdo e reflexão do texto é bom quase que completamento porque é sob um viés marxista. Eu acho que as autores esperam dos leitores consciência de que o praticado na URRS de outrora nunca foi o comunismo pregado por Marx porra nenhuma.

Galero falando que Marx não

Galero falando que Marx não responde mais: qual embasamento teórico você utilizaria, então, para analisar os acontecimentos recentes no Brasil e para solucionar, de fato, o problema dos brasileiros (que a gente não sabe se é a globo, se é o ronaldo, se é a PEC das empregadas domésticas ou se é a rua esburacada como a lua). 

Parabéns pelo texto

Parabéns pelo texto, extremamente bem pontuado em suas colocações, argumentos claros e com fundamento. Acho muito importante salientar que ninguém é contra os jovens nas ruas, mas sim com o rumo que este movimento pode tomar; já que o Brasil (e nem qualquer outro país) vai mudar de um dia para o outro.Vou compartilhar.

Vou destacar uma frase que

Vou destacar uma frase que achei bem marcante no texto: "Precisamos de sujeitos engajados em uma luta comprometida com os movimentos sociais e populares, aliados aos anseios dos trabalhadores!", a partir dela vou tever alguns questionamentos:Eu me pergunto se essa mentalidade de esquerda, com todos os seus termos difíceis e complexos, está chegando a quem ele diz defender: o povo.E se está chegando, será que o povo realmente concorda com toda essa mentalidade? Já vi pesquisas que apontam que o brasileiro é muito conservador com relação a temas como aborto, casamento entre pessoas do mesmo sexo, por exemplo.E essa tentativa de catequizar o povo não demonstra uma certa boçalidade? Afinal vocês vão lá, estudaram todas as teorias importantes na faculdade e abrem os olhos desse povo que estava deitado eternamente no berço esplêndido da ignorância da própria situação.Os partidos que estão aí e dizem defender o trabalhador (aliás todos dizem isso, até um psdb da vida) só querem levar vantagem às custas de movimentos sociais e continuar mamando nas tetas do poder, diante disto, como os partidos poderiam trazer gente honesta para seus quadros, independente de serem esquerda, direita, etc, será que isso é possível?Ok, vamos negar o Estado que nos oprime, rasgar bandeiras, deixar de entoar o hino nacional, símbolos tão queridos dos integralistas de outrora, afinal operário não tem nação, vocês já pergutaram dos operários se eles concordam com isso?Nossa, como eu só tenho dúvidas e sono, vou parando por aqui. Estou gostando de todo esse debate de ideias que está ocorrendo, leio tudo quanto é tipo de opinião, e acho que como eu, muitos brasileiros estão procurando se situar nessa história. Vi na minha timeline uma frase bem bacana: " se você tem certeza de qual lado você está, então está do lado errado", e é assim a história, estamos no olho do furacão.

Discurso curiosamente Reacionário e Esquerdista

Como voce consegue achar preocupante e perigoso as pessoas nas ruas cantando o hino do seu pais?Caso voce nao tenha notado, isso que está acontecendo não é a luta de Classes que o Marx falava nos seus livros... Isso é uma luta do povo contra o seu governo...Essa luta não é mundial. Não é o mundo que está tomando 40% da nossa renda pra fazer merda, é o governoNão é o mundo que está depredando a nossa educação e saúde, é o governo Canto o hino nacional sim. Se voce tem medo de que as pessoas voltem a se sentir patriotas eu não sei. Mas diferente de você, eu sou filho da minha pátria.

Ué...?

Eu também discordo em parte que o hino nacional seja um perigo... Mas entendo a preocupação das autoras. Lembrando bem, que um nacionalismo exacerbado possa ser um primeiro sinal de um conservadorismo eminente. Não é a toa que Getúlio obrigava a todas as escolas que cantassem e tratassem como um 'Pai Nosso" o nosso "lindo" hino nacional. Um grito de orgulho de certa maneira fascista. Outra coisa... Como não envolver o resto do mundo nesse protesto? Com uma declaração do presidente da FIFA - suiço - que afirma: "O futebol é mais forte que a insatisfação das pessoas"Claramente um atentado ao povo que está cansado de tanta "filhadaputagem" e cansado de ser explorado por compatriotas e quem nem deste país é - pricipalmente. Preocupadissimo com os estádios ao ponto de ter um verdadeiro exercito ao redor de muitos deles, para impedir a entrada de manifestantes.Patriotas de verdade não amam uma bandeira, nem hino nenhum. Amam seu povo, sua cultura, se interessam em mudar as condições do próprio povo. Coisa que a grande maioria não faz, inclusive os que estão cantando o hino nas ruas como se estivessem numa Assembléia de Deus, louvando a sabe lá qual Messias.Cuidado com seu modo de patriotismo!

então estamos lutando por

então estamos lutando por causas diferentes. por que eu estou lutando sobretudo contra o capital, contra as desigualdades sociais, contra o desperdicio do dinheiro publico nao atentendo às demandas da população pobre, estou lutando contra a opressão policial, enfim, nossas reinvidicações são bem diferentes.

Quem nao pensa, nao

Quem nao pensa, nao estuda,esbraveja...Onde estava esse nacionalismo quando foi votada a emenda que dedicaria 100% do pré sal para educação? Cantando algum brega, certamente.

"Não é o mundo que está

"Não é o mundo que está tomando 40% da nossa renda pra fazer merda". É verdade, às vezes eu esqueço que o Brasil é uma bolha perdida em algum lugar da galáxia. 

kkkkkkkkk

kkkkkkkkkkkkkkkkk queria nem rir com isso

façam suas as mimhas

façam suas as mimhas palavras, perfeito.

Nunca vi tanto Reaça nesse

Nunca vi tanto Reaça nesse site PqP!!!!!!

Disco voador

  Esta  análise está   cheia de assombrações e esqueletos.  A geraçāo que esta nas ruas esta mais para bakunin do que para marx e eles sabem muito bem o que querem. Os grupos que desencadearam isso são autogestionários e apartidários e com admirável capacidade de mobilização. Sem líderes por opção.  O povo insatisfeito pegou carona nisso porque e algo confiavel neste nosso universo de estelionatos ideológicos. Parece que  todos tem em comum a  insatisfação  com poder público . Como se diz saco cheio  em ciencia politica?Acho que no momento estamos compartilhando com eles o que todos nos não queremos nas nossas vidas.  Isso dificulta bastante a análise política mas nao atrapalha a gritaria.  Nao creio que o povo na rua esteja querendo tomar o poder ou disposto a ratificar interesses de grupos organizados que o queiram. Estamos diante de um Insight popular sobre qualidade de vida o que para analistas políticos se apresenta como um disco voador. Dica: as referências bibliograficas mudaram.Que  parem de nos considerar apenas atravez das pesquisas de opinião e que descubram que estamos vivos. Que respeitem o dinheiro dos nossos impostos e nos devolvam em serviços de boa qualidade ... e ainda que possamos  cantar o hino nacional a hora que nos der na telha por sermos brasileiros e não facistas. 

de acordo

Gostei do teu comentário, penso como vocêVirginiaRealmente, texto brilhante... se não fosse tão acadêmico. Conhecimento é diferente de experiência e sabedoria.Ler e estudar Marx, acadêmico e cultural, porém muito antigo.Hino Nacional, maravilha, cantado com o coração, em coro com milhares de vozes de "trabalhadores"( os comunistas e o pt se dirige ao nosso povo brasileiro como "trabalhadores, a palavra mais citada nos dircursos do Lula, sempre); Sociólogos são ótimos, quando atingem uma certa idade e muita experiencia e estudos a  nível mundial e principalmente, conheçam a realidade da nossa gente, convivendo com eles, todos os níveis"sociais", não só os de nível financeiro alto..    

Apenas gostaria de corrigir a

Apenas gostaria de corrigir a parte que voce escreve: "os grupos que desencadearam isso são autogestionários e apartidários" podem ser apartidários, mas em nenhum momento proibem alguns partidos de marcharem ao seu lado. Porque eles sabem que enquanto você e esse povo estava adormecido, ja havia muita gente acordada lutando ao lado deles. E se voce não percebe que em algum momento voce vai precisar escolher um partido e um politico que te represente voce esta vivendo no "país das maravilhas" ou realmente em outro planeta alem da Terra.

Parabens

Parabens disse tudo, quando ninguem sai a rua para apoiar alguma coisa eles reclamam, agoram querem que a população toda sai a rua... mas tem que ser todos de esquerda marxistas etc... o que não acontecera, pois por mais que estejam todos contra os abusos que são cometidos em nosso país não sou todos socialistas!

Comentario

  Esta  análise está   cheia de assombrações e esqueletos.  A geraçāo que esta nas ruas esta mais para bakunin do que para marx e eles sabem muito bem o que querem. Os grupos que desencadearam isso são autogestionários e apartidários e com admirável capacidade de mobilização. Sem líderes por opção.  O povo insatisfeito pegou carona nisso porque e algo confiavel neste nosso universo de estelionatos ideológicos. Parece que  todos tem em comum a  insatisfação  com poder público . Como se diz saco cheio  em ciencia politica?Acho que no momento estamos compartilhando com eles o que todos nos não queremos nas nossas vidas.  Isso dificulta bastante a análise política mas nao atrapalha a gritaria.  Nao creio que o povo na rua esteja querendo tomar o poder ou disposto a ratificar interesses de grupos organizados que o queiram. Estamos diante de um Insight popular sobre qualidade de vida o que para analistas políticos se apresenta como um disco voador. Dica: as referências bibliograficas mudaram.Que  parem de nos considerar apenas atravez das pesquisas de opinião e que descubram que estamos vivos. Que respeitem o dinheiro dos nossos impostos e nos devolvam em serviços de boa qualidade ... e ainda que possamos  cantar o hino nacional a hora que nos der na telha por sermos brasileiros e não facistas. 

Parabéns, repetiram todos os

Parabéns, repetiram todos os clichês esquerdistas aprendidos na faculdade. Não é à toa que se formaram na PUC.

Quem fala em temor e medo é

Quem fala em temor e medo é porque tem alguma vontade de controlar, direcionar, encaminhar o que está acontecendo nas ruas. As autoras querem controlar as ruas, e não serem controladas por elas.

O Marx já é um sujeito

O Marx já é um sujeito ultrapassado e suas ideias não cabem nos moldes capitalistas atuais nem seus ideais de "proletariado". O povo deve se unir, deve-se curar o país de políticos egoístas, corruptos e assistencialistas e usar sim, do Hino Nacional Brasileiro para lembrar que ainda somos brasileiros. Para isto, deve manifestar contra este sistema vigente, leis impunes, PEC q/ garante a permanência de corruptos e retirando o judiciário de julgar o legislativo. E outra, espero q/ esta mesma consciência apareça para retirar de circulação os corruptos através do voto!

incrível como a PUC pode

incrível como a PUC pode apodrecer a cabeça de duas "intelectuais". Até quando vamos ouvir essa ladainha marxista de luta de classes? Vão cortar cana em havana!

Jade, Marx era matemático sim!

e um grande matemático, só pra constar.

Muito bem colocado o texto!

Infelizmente estamos diante de uma geração que acha que estão mudando alguma coisa, coitados, são românticos!!!Trocar a alienação global pela alienação das redes sociais! Conseguiram reduzir as tarifas de ônibus, sim conseguiram, mas não foi mérito das ruas e sim estratégia de um Estado, por sinal até hoje ninguém conseguiu quebrar, podem quebrar o país, mas não quebra o Estado! É questão de tempo desses protesto serem suprimidos pelo Estado, basta pesquisar na história, movimentos sem objetivos claros e bem definidos não são forte o suficiente para mudar um sistema. O homem livre é perigoso, o homem se torna o lobo do homem, como dizia Thomas Hobbes,um movimento que pode perder controle de si próprio e ainda vai acabar implorando para o Estado intervir e corrigir! Não foi o Brasil que acordou e sim, uma tendência mundial de outros países que já vem há tempos protestando, o Brasil como sempre seguindo as influências europeias!! Quanto o movimento ser apartidário, pode ser que até os próprios acreditem nisso e até sejam legítimos, mas estão sendo usados, basta olhar nas redes e ver aqueles que estão no comando das organizações desse protestos! São ingênuos com discursos emocionais ou radicais! A tendência é próprio movimento não resistir a si próprio! Uma revolução demanda tempo não acontecem num curto prazo é um processo! Outra coisa é querer mudar um país sem mudar a si próprio, sem reflexão de como você atua no mundo referente ao consumo, a política, ao social e ambiental! A turminha que acha que vai mudar o pais vive na net, alienado no face, com os seus celulares e notebook, quando não estão lá estão no PS3 esperando loucamente para comprar o PS4!!! O que eu estou vendo até agora é muito prejuízo pela cidade, eu vou pagar pelo que você quebrando nas ruas! Quer mudar? Aprende a votar! Quantas vezes você foi na Câmara da sua cidade acompanhar os trabalhos dos vereadores? Quantas vezes você foi no Ministério Público na Tutela coletiva levar as suas denúncia pautada em provas que você acolheu exercendo a sua cidadania de um agente fiscalizador? Quantas vezes você foi olhar e fiscalizar as contas públicas que a prefeitura da sua cidade disponibiliza para o publico por força de lei orgânica? Qual projeto social você faz parte? O que você fez pela sua cidade socialmente ou ambientalmente? Eu queria ver essa quantidade de gente acompanhando legislativo de frente a frente! Muda a mentalidade e atitude que o país muda junto!!! Mas cada um tem que fazer a sua parte na unidade para junto formar o conjunto de um mundo melhor!!!

realmente temos que aprender

realmente temos que aprender a votar. nunca mais votar na corja petista. obrigado pelo conselho

"Coitados, são românticos!"?

"Coitados, são românticos!"? E Marx? E tantos outros comunistas e os intelectuais atuais querendo implementar raciocínio e lógica baseados em comunismo no mundo atual? São o quê? Realistas?"São ingênuos com discursos emocionais e radicais"? O que a geração anterior - que parece achar melhor - era? Geração essa que deu voz a sindicalistas como o Sr. Lula que virou presidente, inclusive graças à geração anterior! Porque quem tem 20 anos hoje não votava há 5, 6 anos atrás. Quem votavam eram seus pais, seus irmãos mais velhos... E mesmo quem tem 30! Ainda não tinha maturidade política para escolher. Quem instruiu politicamente vossos filhos? Certamente não foi essa geração...Quanto ao consumismo, aos PS3, PS4 citados, bem, se não fosse o desenvolvimento da tecnologia e o interesse das pessoas por ela nem ônibus existiriam hoje em dia. Pense bem... As coisas se modernizam, acostume-se com isso. Antigamente, esperava-se ansiosamente pela nova figurinha na banca, hoje são videogames, o que fazer? A lógica é a mesma: entretenimento. Todo mundo precisa e hoje em dia, com a situação do país, com a saúde do trabalhador, momentos de lazer são essenciais. Cada um que escolha sua forma.Na geração anterior, não existia sequer interação entre o que se recebia de informação, não se podia ESCOLHER no que acreditar. Hoje, grande maioria ainda é alienada pela mídia, mas graças à internet - que se torna boa ou ruim dependendo do uso adotado - os jovens podem tanto se alienar quanto buscar informações mais legítimas, coisa que era impossível há anos atrás. 

"Na geração anterior, não

"Na geração anterior, não existia sequer interação entre o que se recebia de informação, não se podia ESCOLHER no que acreditar." Embora eu não concorde nem um pouco com o saudosismo do comentário anterior, acho engraçado criticarem o Sr. Lula e falar, ao mesmo tempo, que os tempos de lá pra cá melhoraram com relação à liberdade e a quantidade de pessoas que sairam da miséria, que tem acesso aos variados meios de comunicação que o avanço tecnológico nos proporcionou. Eu não estou à defesa de PT, acredito que eles já decairam bastante no que eram os ideias antigos deles, mas não hesito em dizer que a "melhoria" que você constatou é bem por conta do Sr. Lula que, contraditoriamente (e eu consigo observar de onde vem essa contrariedade), a população tanto atiça em odiar. É, é engraçado... Espero que não tenhamos de passar por uma ditadura militar novamente pra que a tal "nova geração" caia na real com relação ao que é o verdadeiro ideal Marxista.

Deixe seu comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd>
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.

Mais informações sobre as opções de formatação

CAPTCHA
Esse desafio é para nos certificar que você é um visitante humano e serve para evitar que envios sejam realizados por scripts automatizados de SPAM.
7 + 3 =
Resolva este problema matemático simples e digite o resultado. Por exemplo para 1+3, digite 4.