17 de abril

Reprodução

Assista ao vídeo sobre o Dia Nacional de Luta pela Reforma Agrária

 

15/04/2011

 

Vinicius Mansur

Brasília (DF)

 

No estado do Pará, no dia 17 de abril de 1996, cerca de 1500 trabalhadores e trabalhadoras rurais sem terra, que lutavam há aproximadamente dois anos por seu direito, assentaram-se em um espaço improdutivo depois de serem expulsos de suas próprias terras. Mobilizavam-se até a capital do Pará, Belém, com a finalidade de apresentar suas demandas e exigir solução para a sua situação.

Quando chegaram à cidade de Eldorado do Carajás, a marcha parou para que mulheres e crianças descansassem, mas foram atacados por mais de 100 policiais militares, que dispararam com armas de fogo contra os manifestantes. Dezenove trabalhadores morreram, 69 ficaram feridos e não se sabe quantos podem haver desaparecido pela violência.  Até hoje, não há nenhuma condenação para este crime cometido contra o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). Pior: os policiais julgados foram absolvidos.

No mesmo dia, dirigentes camponeses de todo o mundo, integrantes da Via Campesina, reunidos em Tlaxcala, México, em sua Segunda Conferência Internacional, ao saber destes fatos, declararam 17 de abril como o “Dia Internacional da Luta Camponesa”.

Em 25 de junho de 2002, o então presidente do Brasil, Fernando Henrique Cardoso, decreta o dia 17 de abril como o Dia Nacional de Luta pela Reforma Agrária.

Confira, a seguir, o vídeo feito pelo Coletivo de Comunicação da Cloc (Coordenação Latino Americana de Organizações do Campo) – Via Campesina.

 

 

 

Comentários

REFORMA AGRÁRIA

BASTA  DE REPETIREM TANTO O ASSUNTO REFORMA AGRÁRIA . O PT NO PODER DURANTE O SUPER DEMAGOGO LULA NÃO  FEZ A REFORMA AGRÁRIA , PROVA CONCRETA DA FALSIDADE IDEOLÓGICA DO PT. PARTIDO NEO LIBERAL , DEFENSOR DO CAPITALISMO SELVAGEM ,MASCARADO DE SOCIALISMO , SÓ ENROLA OS CONIVENTES E OS TERRAS SÓ PARA AUMENTAR OS LUCROS DOS RICOS RURALISTAS, BASTA DE MENTIRAS.

Deixe seu comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd>
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.

Mais informações sobre as opções de formatação

CAPTCHA
Esse desafio é para nos certificar que você é um visitante humano e serve para evitar que envios sejam realizados por scripts automatizados de SPAM.
3 + 8 =
Resolva este problema matemático simples e digite o resultado. Por exemplo para 1+3, digite 4.