Curta e Grossa

Opinião: Machismo não é esporte, mas está nas Olimpíadas!

O Brasil é reconhecido pela participação feminina com conquista de várias medalhas

Belo Horizonte

,
A primeira atleta sul-americana a competir foi uma brasileira, a nadadora Maria Lenk, em 1932  / Reprodução

Os Jogos do Rio 2016 já estão rolando. Você sabia que esta é apenas a segunda olimpíada em que as delegações de todos os países têm mulheres? 

O Brasil é reconhecido pela participação feminina com conquista de várias medalhas. A primeira atleta sul-americana a competir foi uma brasileira, a nadadora Maria Lenk, em 1932. 

Nas Olímpiadas de Londres 2012, as mulheres se superaram e trouxeram para o Brasil seis medalhas: um recorde. Pela primeira vez, foram dois ouros, um no judô e outro no emocionante vôlei de quadra. Neste ano, as expectativas são ainda melhores.

Mas o que já estamos vendo na televisão ou lendo nos jornais não são essas conquistas, mas comentários sobre as ‘musas’, os corpos e os cabelos das atletas.

Isso é machismo! Precisamos falar sobre isso e entender que nos estádios ou nas ruas as mulheres precisam ser respeitadas!