Eleições 2016

Rafael Greca (PMN), herdeiro das velhas oligarquias

Ex-prefeito está entre os cinco candidatos à Prefeitura de Curitiba que vêm de famílias tradicionais da política

Curitiba (PR)

,
Rafael Greca é candidato pelo PMN, apresenta Eduardo Pimentel Slaviero (PSDB) como vice e participa da coligação entre PMN, PSDB, PTN, PSB, PTdoB, PSDC e DEM / Reinaldo Ferrigno/Agência Câmara

Nove candidatos disputam as eleições pela Prefeitura de Curitiba em 2016. Além do candidato à reeleição Gustavo Fruet (PDT), concorrem no pleito o ex-prefeito Rafael Greca (PMN), os deputados estaduais Requião Filho (PMDB), Ney Leprevost (PSD), Tadeu Veneri (PT) e Maria Victória (PP), a advogada e militante feminista Xênia Mello (PSOL), o empresário Ademar Pereira (Pros) e Afonso Rangel (PRP), pró-reitor da Universidade Tuiuti do Paraná (UTP). 

Em geral, uma radiografia das relações de parentesco dos candidatos nos leva a uma constatação: dos nove, cinco vêm de famílias tradicionais da política. E é exatamente estes cinco candidatos que possuem as maiores coligações na disputa. Isso vale para o atual prefeito, Gustavo Fruet, como para seus principais adversários, Requião Filho, Rafael Greca, Ney Leprevost e Maria Victória Barros. Todos são herdeiros diretos e indiretos das velhas oligarquias que dominam o Paraná para tentar gerir o Estado com suas novas gerações. Os partidos não são mais do que braços dessas famílias.

Vejamos as relações de parentesco na política e a trajetória do ex-prefeito Rafael Greca. 

Rafael Greca (PMN) 

Vice: Eduardo Pimentel Slaviero (PSDB) 

Coligação: PMN, PSDB, PTN, PSB, PTdoB, PSDC e DEM.

Rafael Valdomiro Greca de Macedo nasceu em Curitiba em 17 de março de 1956. É formado em Economia pela Fundação de Estudos Sociais do Paraná (FESP) em 1977, e em Engenharia Civil, com especialização em Urbanismo pela Universidade Federal do Paraná em 1978.

Formado no berço do lernismo nos anos 1980, foi vereador, se elegeu prefeito (1993-96), deputado estadual, deputado federal e chegou a ministro de Estado do Esporte e Turismo no segundo governo no governo Fernando Henrique, entre 1999 e 2000. Deixou o grupo lernista para se aliar ao do “inimigo” Roberto Requião.

Foi deputado estadual eleito em 2002 com 51.921 votos. Buscou a reeleição em 2006, obtendo apenas 34.736 votos, entrando no quadro de suplentes do legislativo estadual paranaense pelo PMDB. Em 2007 tomou posse como presidente da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar).

Em julho de 2008, o Ministério Público (MP/PR) abriu procedimento investigatório para apurar as denúncias de que a Cohapar gastou, entre fevereiro de 2007 e abril de 2008, mais de R$ 27 mil com despesas de alimentação de Rafael Greca. Os gastos incluem refeições em restaurantes de luxo em Curitiba, como o Ille de France, especializado em cozinha internacional de alto padrão, o restaurante do Graciosa Country Club, Anarco Empório Restaurante, Ka Kiun Kim Cozinha Oriental, Estrela da Terra, La Pasta Gialla, Karbonel Frutos do Mar, Churrascaria Alto da Glória, Alma Lusa, Ponte Vecchio, Churrascaria do Erwin, entre outros. 

Entre restaurantes especializados em comida japonesa, tailandesa e chinesa, foram despendidos mais de R$ 3,2 mil. Em quatro jantares no restaurante Ille de France teriam sido despendidos mais de R$ 1,037 mil. As carnes nobres eram as mais apreciadas pelo presidente da Cohapar. Somente as churrascarias de Curitiba já tiveram lucro superior a R$ 2,4 mil com a estatal.

Rafael Greca é filho da professora Terezinha Greca de Macedo e de Eurico Dacheux de Macedo, engenheiro do Departamento de Estradas e Rodagem (DER) do Paraná. Seus avós exerceram diversas profissões, incluindo a extração de madeira, areia, erva-mate e no comércio. Rafael é casado com a jornalista Margarita Sansone.

Patrimônio declarado

Para as eleições de 2016, Greca disse possuir um patrimônio no valor de R$ 573,4 mil, com 23 obras de arte, entre elas um quadro do artista plástico curitibano Sério Ferro e uma aquarela do francês radicado em Curitiba, Paul Garfunkel. Também há mobílias do século XIX e duas pinhas de porcelana portuguesa. Greca disse ainda que possui 50% de um apartamento em Curitiba, no valor de apenas R$ 22.654,65. As benfeitorias no imóvel, segundo a declaração, valem 23.874,93. Ele também tem aplicações em CDB no Bradesco, no valor de R$ 53.140,71.

A ascendência da família Macedo, tem como berço a Monarquia Portuguesa do século XI, “com o nobre Gonçalo Annes Borges, décimo primeiro avô de Simão Borges de Cerqueira, pai de Maria de Cerqueira Leme a qual casou em Itú com o Fidalgo Duarte da Távora Gambôa, natural de Alhos Verdes, Portugal”. Tiveram uma filha chamada Catharina de Macedo Baldraga, a qual matrimoniou-se com João Corrêa de Fonseca, sendo este o tronco da linhagem Macedo no Paraná. Do enlace matrimonial de João Corrêa e Catharina, tiveram vários filhos entre eles, Maria Corrêa de Macedo que uniu-se a Manoel Ribeiro Callado, deixando descendência de seis filhos, dentre eles, Manoel Ribeiro de Macedo.

A descendência de Manoel Ribeiro de Macedo passou a ocupar os espaços sociais de decisão e prestígio diretamente vinculados ao poder político (Executivo, Legislativo e Judiciário) e à burocracia pública. Tiveram parentes na Interventoria, no Governo do Estado, na Polícia Estadual e Federal, no Tribunal de Justiça, Tribunal de Alçada, Tribunal de Contas, Assembleia Legislativa, Prefeituras de diversos Municípios, Reitoria, Universidade Federal do Paraná, nas Secretarias do Estado, no Magistério Público, no antigo Tesouro do Estado, nas Funções Públicas e Privadas, na Indústria e no Comércio. Nestes 108 anos de Associação Comercial do Paraná, 37 foram presididos por pessoas descendentes ou ligados diretamente à Família de Manoel Ribeiro de Macedo.

Aqueles que não possuíam vínculos matrimoniais com famílias tradicionais pertencentes à elite, tratavam de estabelecê-lo, assim a sua filha Anna Rosa de Macedo matrimoniou-se com a importante família do Tenente Coronel James Pinto de Azevedo Portugal, que vinha a ser filho do Coronel Francisco Pinto de Azevedo Portugal e, neto de Diogo Pinto de Azevedo Portugal (Conquistador Militar a serviço da Coroa Portuguesa/ Grande proprietário).

Desse tronco, que reúne a família Macedo e a Azevedo Portugal terá início a linhagem mais tradicional do sistema judicial paranaense, constituindo uma estirpe ou clã de juristas composta direta ou indiretamente por sete famílias (ethos de classe/socialização no interior de uma posição social específica), entre elas a família Macedo Portugal, Azevedo Portugal, Rotoli de Macedo, Riquelme de Macedo, Pereira de Macedo, Marés de Souza e Sotto Maior.

A família Macedo tem grande poder e influência, sendo uma das mais antigas oligarquias do Paraná. Um dos sobrenomes que continua comum entre as classes dominantes. Muito influente na Associação Comercial e no Tribunal de Justiça. Tem poder desde o período colonial, atravessando o Império e a Primeira República, no século XX. E ressurge na política de Curitiba novamente com Rafael Greca de Macedo. 

Eduardo Pimentel Slaviero

O vice de Rafael Greca é Eduardo Pimentel Slaviero. Nascido em 21 de setembro de 1984 em Curitiba. Filou-se ao PSDB em 2009 e passou a ser diretor de marketing da Fundação Cultural de Curitiba do governo Richa. Foi candidato em 2010 para deputado estadual, não obtendo sucesso. A disputa nas eleições de 2014 era certeira, entretanto houve a desistência por parte de Eduardo, que assumiu a Sub-chefia da Casa Civil do Paraná e depois virou Assessor Especial do Governador Richa. Eduardo é casado com a publicitária Paula Mocellin, filha de Marcos Mocellin e Stella Antunes Mocellin e neta do pediatra Irineu Antunes Filho. O casamento foi em 2010 no Salão Azul do Clube Curitibano. 

Os avôs de Eduardo são Rubens e Ruth Slavieiro por parte de pai e Paulo e Ivone Pimentel por parte de mãe. Paulo Pimentel foi Governador do Paraná entre 1966 e 1971 pela ARENA e, por sua vez, era genro de João Lunardelli, dono das maiores proprietárias de terras e glebas no Norte do Paraná e irmão de Geremia, o "rei do café".

Os pais de Eduardo são Claudio Gomes Slavieiro e Isabel Lunardelli Pimentel. Seu pai é natural de Irati e empresário nos ramos agropecuário, de distribuição de automotivos, reflorestamento e cimento, ex-presidente da Associação Comercial do Paraná, diretor da Fiep e conselheiro do Sindicato Nacional das Industrias de Cimento. Já foi suplente do Conselho de Administração do BRDE. A família Gomes é uma das principais acionistas da Cimentos Itambé, cujo controle acionário está nas mãos de famílias paranaenses (62% divididos entre os Slaviero, os Gomes e os Araújo). O Coronel Emílio Batista Gomes foi o primeiro prefeito de Irati, em 1907. Um dos netos dele foi o ex-Governador do Paraná, Emílio Hoffmann Gomes, eleito pela Assembleia Legislativa em 1973 e Governador até 1975. Estas informações podem ser encontrados no livre Famílias, poder e riqueza: redes políticas no Paraná em 2007, de Ricardo de Oliveira. 

Eduardo tem um irmão e uma irmã. Daniel Pimentel Slaviero que é o atual Presidente da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (ABERT), iniciou sua carreira nas emissoras de televisão do Grupo Paulo Pimentel e foi diretor-executivo da Rede Massa, afiliada ao SBT, ambos no Paraná. Na Associação Internacional de Radiodifusão (AIR), entidade que representa 17 mil emissoras de rádio e televisão nas Américas, Ásia e Europa, já ocupou a vice-presidência para a América do Sul e, atualmente, é conselheiro titular da entidade. E a jornalista Claúdia Slavieiro, casada com Daniel César Maranhão Khury, neto do deputado estadual biônico Aníbal Khury e do Desembargador Guilherme de Albuquerque Maranhão, de tradicional família de juristas e desembargadores no Paraná. Daniel Maranhão Khury é cavaleiro, representante da Federação Paranaense de Hipismo.

Num blog sobre o casamento do casal diz assim: “Cláudia e Daniel têm uma linda história de amizade e cumplicidade: os dois se conhecem desde criança e suas famílias sempre foram muito amigas. “Ele era amigo de colégio do meu irmão mais velho e sempre ia lá em casa. Além disso, meu avô e o avô dele foram grandes companheiros, ou seja, as famílias estavam mega felizes com o nosso casamento!”(Agosto de 2012).

Vale notar que inclusive que, uma das primas de Eduardo Pimentel, Paula Mussi Pimentel, filha do empresário do ramo de comunicação Luís Mussi (concessionário de canal de TV, Presidente do Jockey Club do Paraná, Ex-Secretário da Indústria e Comércio, assessor especial do Governador Requião) é casada com o irmão de Daniel Khury, o deputado estadual Alexandre Khury. 

*Fernando Marcelino Pereira é graduado em Relações Internacionais pela UniCuritiba, Mestre em Ciência Política e Doutorando em Sociologia pela UFPR.