Portal

Instituto Vladimir Herzog reformula site Memórias da Ditadura

Com novos textos e seções, página trará temáticas abordadas na Comissão Nacional da Verdade

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,
Página reúne o maior acervo online sobre a história da Ditadura no Brasil / Divulgação

O Instituto Vladimir Herzog apresentará o novo portal Memórias da Ditadura neste sábado (10), às 9h, no auditório da Caixa Cultural, na Praça da Sé, em São Paulo. A página reúne o maior acervo online sobre a história da Ditadura no Brasil, além de dados e conteúdos inéditos, facilitando o acesso às principais discussões e revelações da Comissão Nacional da Verdade (CNV), que encerrou suas atividades em 2014. 

Segundo Ivo Herzog, diretor-executivo do Instituto e filho de Vladimir, as mudanças têm como objetivo contribuir, cada vez mais, para o esclarecimento público da histórica política e dos direitos humanos no país. “Essas são informações que não podem ser apenas arquivadas, elas devem circular, alertar, educar, ampliar o conhecimento coletivo e intensificar o movimento democrático”, afirma. 

Na nova página, estarão disponíveis textos sobre temas específicos como as mulheres, os indígenas e a população LGBT. A partir dos documentos reunidos pela CNV, serão abordadas questões sobre a Justiça de Transição e algumas das recomendações do relatório, como a criação de mecanismos de prevenção e combate à tortura, a reforma na política, na segurança pública e a dignificação do sistema prisional. 

Outra novidade é a área específica sobre “Educação na Ditadura”, que será dividida em quatro partes: Educação pré-golpe; Educação Básica na Ditadura; Universidades e Ditadura e Mercado Editorial. 

Serviço:

Lançamento do portal Memórias da Ditadura

Data: 10/12/2016

Horário: 9h

Local: Auditório da Caixa Cultural

Endereço: Praça da Sé, 111 — São Paulo, SP

www.memoriasdaditadura.org



Edição: José Eduardo Bernardes