Primeira-dama

Morte cerebral de Marisa Letícia é confirmada; processo para doar órgãos foi iniciado

Companheira do ex-presidente Lula estava internada desde dia 24 por causa de AVC

Brasil de Fato | São Paulo

,

Ouça a matéria:

Marisa Letícia foi primeira-dama durante os mandatos do ex-presidente Lula / Arquivo/ABr

Foi confirmada a morte cerebral de Marisa Letícia, primeira-dama brasileira nos mandatos do ex-presidente Lula, com quem é casada há mais de 40 anos. De acordo com o boletim médico divulgado pelo Hospital Sírio Libanês, na manhã de hoje (2), foi identificada morte cerebral através do exame de Doppler transcraniano.

Diante do resultado, a família de Lula autorizou que os procedimentos para a doação de órgãos sejam iniciados. A família também agradeceu as manifestações de carinho e solidariedade recebidas durante os dez dias de internação.

Dona Marisa, como é carinhosamente chamada, estava internada desde o dia 24 em decorrência de um Acidente Vascular Cerebral (AVC). Na manhã de ontem (1°), a condição clínica dela era estável, mas o quadro se complicou no começo da noite em decorrência de um edema cerebral associado ao aumento da pressão intracraniana.

Trajetória

Filha de Antônio João Casa e Regina Rocco, Marisa nasceu em uma família de imigrantes italianos. Conheceu Lula em 1973, quando sua família já residia em São Bernardo do Campo.

Ela começou na vida política militando no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, onde Lula foi eleito presidente em 1975, um ano após se casaram. Ela foi responsável por costurar e cortar a primeira bandeira do PT, feita à mão em casa.

Em 1980, quando Lula e diversos sindicalistas estavam presos nas grandes greves do período, ela liderou uma passeata de mulheres em protesto contra a criminalização dos sindicalistas. Mesmo com Lula preso na época, as reuniões eram realizadas ilegalmente em sua casa.

Em 1º de janeiro de 2003, Marisa Letícia tornou-se primeira-dama e foi considerada discreta no posto. Dona Marisa é mãe de quatro filhos — Marcos Cláudio, do primeiro casamento, e Fábio Luís, Sandro Luís e Luís Cláudio, com Lula — e avó de dois netos.