Mosaico Cultural

Lançamento do álbum Buena Vista Social Club completa 20 anos

Disco foi responsável pela fama internacional dos músicos cubanos veteranos

Brasil de Fato

,

Ouça a matéria:

Capa do primeiro disco do Buena Vista Social Club / Reprodução

Há 20 anos o produtor musical estadunidense Ry Cooder e o músico cubano Juan de Marcos González ressuscitavam a produção dos músicos cubanos vanguardistas que tocavam no clube Buena Vista Social Club, em Havana, fechado na década de 1950.

Com o lançamento do álbum homônimo, gravado durante apenas seis dias em março de 1996 e lançado em setembro de 1997, foi formado um grupo de artistas já idosos e que, na sua maioria, haviam caído no esquecimento público.

Foram envolvidos no projeto os cantores Ibrahim Ferrer e Compay Segundo, o pianista Rubén González, o violinista Eliades Ochoa, o alaudista Barbarito Torres e a cantora Omara Portuondo. O grupo ganhou fama internacional.

O álbum virou um dos mais vendidos e o melhor sucedido da história da música cubana. Mesmo com críticas especializadas bastante positivas, ninguém sabe ao certo explicar a dimensão da fama alcançada pelo grupo.

Produzido na gravadora estatal de Havana, a EGREM, o álbum não teve incentivos comerciais nem publicidade. Mesmo assim, as vendas continuaram crescendo semana após semana, através de divulgações boca-a-boca.

A primeira das quatorze músicas e uma das mais conhecidas do álbum, "Chan Chan", conta a história de um casal cubano e foi uma das últimas composições do músico Compay Segundo.

Em 1998 o álbum Buena Vista Social Club conquistou um prêmio Grammy, um dos mais importantes da indústria musical. No mesmo ano, o diretor alemão Wim Wenders filmou um documentário sobre o grupo. O filme mostra a história dos músicos e suas primeiras apresentações internacionais, na Holanda e nos Estados Unidos, as primeiras viagens para o exterior para boa parte dos músicos do grupo.

O documentário foi indicado ao Oscar para a categoria e para mais uma série de prêmios, contribuindo para o sucesso do grupo. Em 2006 foi lançado o segundo álbum do grupo, o Rhythms del Mundo, que contou com a participação de outros grupos, como Coldplay, Artic Monkeys e Sting.

Mesmo com boa parte de seus membros originais já falecidos, o grupo continuou se apresentando em turnê mundial com o nome de "Orquestra Buena Vista Social Club", e se despediu dos palcos no Tour "Adiós", que aconteceu entre 2014 e 2015.

—-

Mosaico Cultural

Locução e Produção: Júlia Dolce

Sonoplastia: Jorge Mayer

Edição: José Eduardo Bernardes