Guerra

Ouvinte pergunta sobre as motivações dos EUA para bombardear a Síria

O pesquisador Danilo Guiral Bassi, da USP, aponta que a ação demarca a posição geopolítica de Trump

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,

Ouça a matéria:

Para pesquisador, bombardeio na Síria marca distanciamento de Donald Trump com Rússia e Irã / White House

Meu nome é Luiz, eu sou artesão, artista de rua e eu queria saber sobre esse bombardeio na Síria, que os Estados Unidos organizaram. Eu queria saber qual o verdadeiro motivo, o objetivo deles com esse bombardeio.

Olá, Luiz, como vai? Eu sou Danilo Guiral Bassi, eu sou pesquisador na Universidade de São Paulo (USP). A sua pergunta é extremamente complexa e ainda falta um certo distanciamento para a gente conseguir entender exatamente qual foi o motivo desse bombardeio. Mas tem diversas justificativas e algumas possíveis explicações para ter acontecido esse bombardeio na Síria. Em primeiro lugar, o governo americano justifica dizendo que esse bombardeio teve como objetivo impedir novos ataques com uso de armas químicas por parte do governo sírio. Essa é pelo menos a justificativa oficial. Mas estrategicamente esse bombardeio foi pouco efetivo, então militarmente ele tem pouco resultado. Aquela base continua funcionando, mas talvez esse bombardeio tenha sido mais para marcar posição. Marcar posição do governo do [Donald] Trump no cenário internacional e há a imagem de que é um governo que não vai ser indiferente a crimes de guerra e geopoliticamente talvez marcando um distanciamento em relação à Rússia e ao Irã, sobretudo, após as acusações de interferência russa nos resultados das eleições que elegeram Trump. A verdade, porém, que é não está ainda claro quais foram as razões, quais as consequências e quais serão as próximas etapas da guerra civil na Síria depois desse bombardeio.

Edição: Brasil de Fato