Cultura

Orquestra que reúne brasileiros, imigrantes e refugiados faz apresentações em SP

Projeto Refugi começa nesta quinta (15) e traz uma série de atividades musicais destinadas a imigrantes e refugiados

Ouça a matéria:

Todas as apresentações e atividades terão entrada gratuita / SESC/Divulgação

Estreou nessa quinta feira, dia 15, o projeto Refugi, que trará para São Paulo apresentações de uma orquestra que reúne músicos brasileiros, refugiados e imigrantes, a Orquestra Mundana Refugi, além de uma série de oficinas e atividades musicais e orientações destinadas a imigrantes e refugiados, que vão acontecer no mês de Julho, no Sesc Consolação, centro de São Paulo.

Olla Al Saghir é cantora sírio-palestina que saiu da Síria há 2 anos, fugindo da guerra em seu país e veio ao Brasil para começar uma nova vida. Em seu país de origem, ela não cantava.

Mas, no Brasil, depois de buscar por um centro cultural que tocasse música árabe, descobriu-se cantora. Hoje, participa de diversas apresentações de música árabe no país. Fazer parte da orquestra para ela é uma oportunidade para um intercambio rico entre as culturas e nacionalidades.

Alpha Kabinet Camara, percussionista da Guiné Conacri, está no Brasil há um ano, e o que o trouxe para a orquestra foi o fascínio que ele tem pela música brasileira.

A construção dessa orquestra, que junta refugiados, imigrantes e brasileiros, faz parte das comemorações dos 15 anos da Orquestra Mundana, idealizado por Carlinhos Antunes, músico instrumentista que já percorreu mais de 40 países.

De acordo com Carlinhos, a ideia original da orquestra mundana era promover uma integração cultural envolvendo a diversidade musical existente nas diferentes regiões do Brasil e das diversas nacionalidades presentes no país.

Segundo dados mais recentes, de 2016, há no país cerca de 8 mil e 800 refugiados, de acordo com o Conare; e um e meio milhão de imigrantes, segundo dados da Polícia Federal. Todo esse caldo cultural presente no país e em especial em Sâo Paulo, podem, para Carlinhos Antunes, encontrar através da música seu elemento de união.

Outro concerto da orquestra está previsto para acontecer no dia 20 de Junho  no centro de São Paulo, Dia do Refugiado. Todas as apresentações e atividades terão entrada gratuita. A programação completa pode ser vista no site sescsp.org.br

Edição: Radioagência Nacional