Coluna

"O que você vai ser quando crescer?"

Imagem de perfil do Colunista

Ouça a matéria:

"Cada vez mais comum menino querer ser jogador de futebol, cantor ou artista de televisão", diz Mouzar / Pixabay
Ora, se falam que menino pequeno é 'anão', gente grande deve ser 'assim'.

— 'Assim' é gente grande? 

O menino fazia essa pergunta ao pai dele, e o homem não sabia responder. 

— Assim como?, ele perguntava ao filho. 

Mas o menino insistia perguntando "se 'assim' é gente grande". Até que por fim ele pediu para o menino explicar a pergunta, e o menino falou: 

— Ora, se falam que menino pequeno é 'anão', gente grande deve ser 'assim'.

Crianças têm essa lógica e de vez em quando chegam a conclusões interessantes. Eu soube também de um menino que olhava a tia se maquiando diante do espelho e perguntou a ela:

— Porque você passa essas coisas no rosto? 

Ela respondeu animada:

— Para ficar mais bonita. 

Ele olhou, olhou e perguntou de novo: 

— E porque não fica? 

Já as perguntas que os adultos fazem às crianças são quase sempre as mesmas. Muitos tem mania de perguntar "O que você vai ser quando crescer?" As respostas também não costumam variar muito. Algumas vezes os meninos dizem que vão ser médicos, advogados, polícia. Mas, me parece ser cada vez mais comum menino querer ser jogador de futebol, cantor ou artista de televisão. Acham que essas profissões dão muito mais dinheiro e não exigem muito estudo. 

Meninas, antigamente, gostavam de falar que iam ser professoras, mas a profissão não é muito atrativa hoje em dia. É preciso estudar muito para no final ser mal remunerado e pouco reconhecida. É mais comum menina falar que vai ser modelo, dançarina, cantora, profissões que muitas também acham que não exigem muito estudo. 

Claro, tem menina estudiosa que quer ser médica, advogada, mas de vez em quando alguma resposta surpreende. Eu me lembro de um menino que falava que ia ser gangster.

Um que deve estar decepcionado com o seu sonho de infância é um sobrinho meu. O projeto dele para quando se tornasse adulto era simples, mas agora, já casado e trabalhando há uns 10 anos, vê seu sonho ficar distante. Já pode até achar que nunca vai chegar lá, apesar do seu projeto parecer uma coisa comum até poucos anos atrás. Quando perguntavam a ele o que queria ser quando crescer, ele respondia seco:

— Aposentado!