Homenagem

Seminário "Brasil com Amor" faz homenagem ao legado de Darcy Ribeiro

Realizado pela Faculdade de Direito da USP, evento debate obra do intelectual que dedicou a vida para pensar o Brasil

Brasil de Fato| São Paulo (SP)

,
Político, Darcy fez parte do governo João Goulart, segundo ele derrubado por ameaçar as "classes dominantes e seus associados estrangeiros" / Reprodução Agência Brasil

A Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP) realiza o seminário "Brasil com Amor" em homenagem ao intelectual Darcy Ribeiro (1922-1997). O evento ocorre no auditório do Largo São Francisco, das 9h às 20h30, nesta terça-feira (12).

Entre os convidados para debater a vida e obra de Ribeiro estão Eduardo Suplicy, vereador da cidade de São Paulo; Marcelo Rubens Paiva, escritor; Lúcia Maurício, da Fundação Darcy Ribeiro; Zelito Viana, cineasta; João Pedro Stédile, do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), entre outros.

Antropólogo, educador, escritor e político brasileiro, Ribeiro nasceu em Montes Claros, Minas Gerais. Formado pela Escola de Sociologia e Política da Universidade de São Paulo, em 1946, ele também foi partidário do governo do presidente João Goulart, e nomeado ministro da Educação e Cultura, em 1961, quando organizou a Universidade Nacional de Brasília (UNB).

Com o mandato cassado pelo golpe civil-militar de 1964, Darcy Ribeiro exilou-se no Uruguai, Chile e Peru. Em 1976, regressou ao Brasil e à vida política. Foi vice-governador do Estado do Rio de Janeiro, em 1982, e senador pelo Partido Democrático Trabalhista, em 1990.

Entre sua vasta obra literária, destacam-se os estudos das comunidades indígenas e sobre a formação do Brasil, entre elas a obra "O povo brasileiro: a formação e o sentido do Brasil" de 1995, considerado essencial para entender as marcas civilizatórias que fundamentam a sociedade brasileira de forma classista, racista e patriarcal.

Edição: Simone Freire