Coluna

Rango indigesto reúne golpista Temer, tresloucado Trump e dois outros caricatos

Imagem de perfil do Colunista

Ouça a matéria:

Golpista Michel Temer se reunirá com o tresloucado Donald Trump em Nova York / Divulgação
Jantar em Nova York ocorrerá na véspera da abertura da Assembleia Geral da ONU

Jantar em Nova York que reunirá o golpista Michel Temer, o tresloucado Donald Trump e os caricatos presidentes do Peru, Pedro Pablo Kucynski e o colombiano Juan Manuel Santos, por si só pode ser considerado um rango indigesto, que ocorrerá na véspera da abertura da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas, na próxima segunda-feira (20). Segundo informes, os quatro vão ter como tema principal a questão da Venezuela.

Além do rango indigesto, a reunião é um perigo para o continente latino-americano, já que Trump poderá exigir dos referidos subservientes que intensifiquem as pressões contra o governo de Nicolas Maduro. Não se pode deixar de mencionar que por exigência do Comando Sul norte-americano estão para ser realizados exercícios militares conjuntos com as forças armadas dos quatro países na região Amazônica, por sinal próximo da fronteira com a Venezuela.

É um perigo sim, pois Brasil, Colômbia e Peru são governados por presidentes que fazem de tudo e muito mais para obedecer o que o governo de Donald Trump exige.No caso brasileiro, o golpista Temer só é presidente, claro que ilegítimo, graças ao apoio do Departamento de Estado norte-americano, que cobra a fatura. No caso de Temer é ainda pior, porque sua base de apoio colonizada se espelha nos Estados Unidos para levar adiante projeto que tem feito o Brasil andar para trás, voltar aos temos anteriores aos anos 30 do século passado.

Temer e sua patota não admitem que um país vizinho como a Venezuela não siga as exigências de Washington. É por isso que o golpista que ocupa o Palácio do Planalto e seu ministro do Exterior, Aloysio Nunes Ferreira não se cansam em fazer declarações de apoio aos oposicionistas venezuelanos, que a cada dia que passa, segundo os últimos informes, vão perdendo força, ou seja, não conseguem enganar como faziam antes.

Para os brasileiros com  mínimo de consciência é vergonhoso não só a ascensão  de um governo golpista em si, como também que o ilegítimo Presidente vá para o exterior e se apresente como representante do país.  Não é mesmo, pois Temer e sua patota jamais chegariam a ocupar o que estão ocupando, ou seja, a Presidência, caso fossem submetidos ao voto popular.

Temer e os seus serão julgados pela história e muitos fatos de bastidores, hoje escondidos, serão revelados, da mesma forma como o ilegítimo consegue se manter no poder, apesar das denúncias de corrupção, que a Câmara dos Deputados impede de serem investigadas.

Este é o Brasil dos dias atuais. E ainda por cima, para completar o quadro, quando o golpista Temer viaja para o exterior, como no caso da atividade do rango indigesto, o cargo fica ocupado por Rodrigo Maia, o presidente da Câmara dos Deputados que faz uma ginástica danada, apoiado incondicionalmente pela mídia comercial conservadora, para iludir os fluminenses incautos e conseguir ser eleito para o governo do Estado do Rio de Janeiro, hoje governado por Pezão que tem maioria na Assembleia Legislativa, presidida por nada mais nada menos do que Jorge Picciani.  

É preciso dizer mais alguma coisa?