Veneno

Artistas se mobilizam no Brasil por uma política nacional de redução dos agrotóxicos

Marcos Palmeira, Gregório Duvivier e e Bela Gil gravaram vídeos em defesa da alimentação saudável e do PNaRa

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,
o Brasil é um dos maiores consumidores de agrotóxicos do mundo / Reprodução

A Plataforma “Chega de Agrotóxicos”, campanha pela aprovação da Política Nacional de Redução de Agrotóxicos (PNaRA), está sendo apoiada por celebridades brasileiras. Nessa segunda-feira (16), data em que se celebra o Dia da Alimentação Saudável e pela Soberania Alimentar, foram divulgados vídeos gravados pelo ator Marcos Palmeira, pelo humorista e escritor Gregório Duvivier e pela chef de cozinha e apresentadora de TV Bela Gil, em apoio à medida.

Considerando que o Brasil é um dos maiores consumidores de agrotóxicos do mundo, a Plataforma destaca os problemas de saúdes causados por esses produtos, além da contaminação de aquíferos e reservatórios e dos prejuízos para a agricultura e para os camponeses. Em seu vídeo, Bela Gil destaca doenças como o câncer, o mal de Parkinson, a depressão e a má formação dos fetos como consequências da exposição aos agrotóxicos.

“A bancada ruralista, que defende o agronegócio, acha pouco e quer botar mais veneno na nossa mesa. Ajude a mudar essa situação, porque uma alimentação saudável é um direito de todos”, afirmou a apresentadora.

A página da campanha #ChegadeAgrotóxicos também coleta assinaturas para tentar barrar o PL 6299/2002, conhecido como “Pacote do Veneno”, em trâmite no Congresso Nacional. A medida tem como objetivo liberar ainda mais o uso de agrotóxicos no país, através de ações como a mudança do nome "agrotóxico" para “defensivos fitossanitários”, do fim da consideração de impactos à saúde e ao meio ambiente para aprovação de novos agrotóxicos, e do fim da regulação específica sobre propaganda desses produtos.

O ator Marcos Palmeira opinou que o lugar que o Brasil ocupa no ranking mundial de consumo de agrotóxicos é “deprimente”. “Está na hora da gente ter nossa comida e nossa saúde valorizadas. Enquanto o agronegócio insistir que o que eles produzem é alimento e não commodities, vamos continuar cegos para essa realidade”, diz.

Já Gregório Duvivier destacou, em seu vídeo, a necessidade de pressionarmos o governo por alimentos mais saudáveis e seguros: “Para que a gente pare de ser empurrado goela e baixo comida venenosas. Pela implantação de um Programa Nacional de Redução dos Agrotóxicos e contra esse pacote de venenos do governo Temer”.

A plataforma é produzida por organizações como a Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e pela Vida, o Greenpeace, a Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), a Via Campesina e a Central Única dos Trabalhadores (CUT).

Pelo menos 57 mil pessoas já assinaram a campanha, que pode ser acessada no site www.chegadeagrotoxicos.org.br.

Confira os vídeos:

Edição: Vanessa Martina Silva