Consciência Negra

A Congada em Uberlândia (MG): uma celebração de 141 anos

Tradição e fé se misturam na festa em homenagem a Nossa Senhora do Rosário e a São Benedito

Brasil de Fato | Uberlândia (MG)

,
Festividades reunirem cerca de 20 mil pessoas / Luiz Fellippe Fagaraz

Neste ano, as festividades, consideradas Patrimônio Imaterial do município mineiro de Uberlândia há nove anos, reuniram cerca de 20 mil pessoas. Elas começam em agosto, com as campanhas e ensaios visando a preparação de uma grande festa, realizada no segundo domingo de outubro.

Os participantes da Congada são divididos em grupos chamados de ternos. Na cidade do triângulo mineiro, existem cerca de 25 ternos, que se organizam de formas distintas. Os grupos de Congo, por exemplo, celebram os santos de forma bem alegre e animada, já os de Catupés reforçam em seus cantos críticas sociais, e ainda há os grupos de Marinheiros, que realizam os trança-fitas, e os de Moçambique.  

Iara Aparecida Ferreira, integrante da Moçambique Estrela Guia, disse se sentir honrada, assim como os demais participantes de seu grupo, em participar da Festa da Congada. Ela destaca o fato de que o Largo da Igreja do Rosário, onde há 101 anos é realizada a apresentação dos ternos, foi escolhido pelos fazendeiros, à época, por estar localizado no fim da cidade. Porém, com o passar dos anos, a área urbana expandiu muito, fazendo com que este local virasse a região central.

Iara cita ainda a importância do evento para o turismo local: "Vários hotéis ficam lotados, várias pessoas vêm [para a cidade], até de outros países, para assistir a essa festa que é uma das maiores de cultura popular no Brasil", destaca.

Edição: Frederico Santana