Programa BdF

Dia da Consciência Negra é destaque dos Programas Brasil de Fato em SP, MG, PE, RJ

Edições vão ao ar sábado, com reprise aos domingos

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,
Edições vão ao ar no sábado, com reprise aos domingos / Gabi Lucena | BdF

É tema do Brasil de Fato em rádios de MG, RJ, PE, SP e na cidade de Sorocaba, o dia da Consciência Negra, data em que se recorda a morte de Zumbi dos Palmares, líder do conjunto de quilombos em Alagoas, que foi capturado e decapitado em 1695. 

Em São Paulo, a edição deste sábado tem como destaque a matéria especial da repórter Juliana Gonçalves que aborda as formas de resistência negra por meio da cultura e da educação. No quadro Fala Aí, o diretor de documentação do Departamento Intersindical da Assessoria Parlamentar (DIAP), Antônio Augusto de Queiroz, responde para a ouvinte sobre em que pé que está a reforma da Previdência. No quadro Mosaico Cultural, a homenageada é a maranhense Maria Firmina dos Reis, primeira romancista negra brasileira. A reportagem também traz o conflito por água em Correntina, oeste da Bahia, onde populações tradicionais denunciam a captação por empresas transnacionais para a produção de soja e milho, o que prejudica o abastecimento dos moradores da região. O assunto do quadro Momento Agroecológico é o prêmio Juliana Santilli de Agrobiodiversidade conquistado pelas famílias acampadas no litoral norte do Paraná, por ter recuperado biodiversidade da região ao chegar nas terras em 2003. 

O programa do Rio de Janeiro tem como destaque a prisão de figuras importantes da cúpula do PMDB fluminense, como o presidente da Assembleia Legislativa, Jorge Picciani. Ele e outros dois parlamentares do mesmo partido são acusados de recebimento de propina para favorecer interesses dos empresários de ônibus. O programa traz as repercussões do caso em entrevistas com parlamentares de oposição e movimentos sociais. Tem reportagem sobre a queda de mais R$ 0,20 centavos no preço das tarifas de ônibus no município do Rio, em uma ação que se relaciona com as acusações de corrupção. No quadro Repórter SUS, o assunto é a resistência de médicos, enfermeiros, psicólogos, agentes comunitários de saúde, entre outras categorias, que tem denunciado graves problemas de atendimento à população nos serviços de saúde administrados pelas organizações sociais. Na cultura, tem entrevista com o grupo de samba Moça Prosa, que todas as semanas realiza rodas no Rio destacando o protagonismo das mulheres.  No futebol, tem reportagem sobre a polêmica eleição para a diretoria do Vasco da Gama. 

Na capital paulista, a sintonia é a Rádio 9 de Julho (1600 AM), às 12h20, com reprise aos domingos às 7h. Os pernambucanos ouvem o programa na Rádio Clube (720 AM) aos sábados às 7h, com reprise aos domingos no mesmo horário. Na Rádio Autêntica (106,7 FM), em Belo Horizonte, a edição é veiculada a partir das 11h de sábado, com reprise no domingo às 7h. No Rio de Janeiro, a sintonia é na Rádio Fluminense (540 AM) ao sábados às 9h, com reprise aos domingos no mesmo horário. Os programas também estão disponíveis na Radioagência Brasil de Fato.

Em Pernambuco, o Dia da Consciência Negra é abordado através de reportagem sobre o resgate da história de Dandara, companheira de Zumbi dos Palmares e a situação de Rafael Braga, ex-catador de material reciclável, preso durante as manifestações de junho de 2013. Tem também apresentação do evento cultural "Terça Negra Especial #PátioVive", que será realizado na próxima terça (21). Em entrevista, a jornalista e colaboradora do Brasil de Fato Pernambuco, Mariana Reis, fala sobre o livro-reportagem "Dia de Negro". O ouvinte também confere os comentários do colunista Aristóteles Cardona, Médico da Família no Sertão pernambucano, sobre o Novembro Azul, que é a campanha de conscientização sobre o câncer de próstata. No quadro Mandou mal, tem a decisão da Agencia Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que liberou o agroquímico Benzoato e Emamectina, Já no Mandou bem, a União Européia avança contra o agroquímico Glifosato. Nos esportes, comentário sobre denúncias contra a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e o monopólio da mídia. E ainda tem Boletim sobre o ato em Fortaleza (CE), que marcou a atuação política da Consulta Popular na semana passada. Confira também o quinto capítulo da radionovela Rosa Luxemburgo. 

Em Minas Gerais, o programa fala sobre a situação dos quilombos no Brasil e o que a data representa. A reportagem também fala sobre o massacre de Felisburgo, que há treze anos vitimou famílias Sem Terra que foram atacadas pelo fazendeiro Adriano Chafik Luedy. Condenado a 115 anos de prisão, ele é considerado foragido desde maio deste ano.  A edição mineira traz ainda a inauguração de mais uma loja do MST, o Armazém do Campo, no próximo sábado (25). 

Confira os programas que foram ao ar dia 11 de novembro:

São Paulo

Rio de Janeiro

Pernambuco

Minas Gerais

Edição: Camila Salmazio