Lava Jato

No Paraná, organizações defendem o direito de Lula ser candidato

Comitê paranaense será lançado dia 13 de janeiro com o objetivo de mobilizar atos, eventos e vigílias

Brasil de Fato | Curitiba (PR)

,
Ex-presidente Lula em visita a Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro / Ricardo Stuckert

O julgamento dos recursos do ex-presidente Lula, referente ao caso “triplex”, no Tribunal Regional Federal da Quarta Região (TRF-4), está marcado para 24 de janeiro, em Porto Alegre. Esse fato mobilizou campanhas em diferentes estados do país e um dia nacional de lutas, em 13 de janeiro.

Com isso, sindicatos, movimentos populares, os partidos PT, PMDB, PC do B, entre outros, criaram o “Comitê Popular Paranaense em Defesa da Democracia e do Direito de Lula ser candidato à Presidência da República”.

Isso porque as entidades são contrárias ao que consideram um julgamento parcial e em tempo recorde, com vistas a retirar Lula da disputa eleitoral de 2018. “A direita no Brasil está sem candidatura, por isso os ataques”, critica Elza Campos, assistente social e integrante da Frente Brasil Popular do Paraná.

O lançamento do primeiro comitê no Paraná – a exemplo de vários estados do Brasil – será no dia 13 de janeiro, sábado, no centro de Curitiba. A ideia é visitar bairros, cidades do interior e o comércio. Atividade de panfletagem está agendada no dia 18 de janeiro, além de ato em Curitiba no mesmo dia do júri (24).

Edição: Ednubia Ghisi