Coluna

Temer repete a história nefasta e tenta usar o futebol para seus interesses políticos

Imagem de perfil do Colunista
Pesquisas de opinião pública, por sinal, certas ou erradas, indicam falta de empolgação com a Copa do Mundo / Gabriel Jabur/Agência Brasília
É o caso de se perguntar ao menos quais os motivos do desinteresse?

O lesa pátria Michel Temer tenta mais uma vez se aproveitar do evento esportivo Copa do Mundo para enganar a população. Gravou mensagem conclamando o povo a esquecer as desavenças e torcer pela seleção verde amarela. Na verdade, como sempre fizeram os generais de plantão do período da ditadura empresarial militar, o ocupante do Palácio do Planalto quer se aproveitar do futebol par tentar reverter a repulsa que lhe nutre o povo e o seu projeto intitulado ponte para o futuro.



Temer quer apenas aproveitar o embalo esportivo para levar a opinião pública a esquecer tudo o que está a acontecer no Brasil. O presidente repete apenas a cantilena segundo a qual a camisa verde amarela representa a pátria e qualquer um pode utilizá-la para o seu benefício. Está equivocado o presidente, como tantos outros que ocuparam o governo, em mais uma vez usar o futebol para defender interesses pessoais e não os do povo propriamente dito.



É claro que a opinião pública quer ver uma boa atuação da seleção brasileira, mas se eventualmente não ocorrer o que se espera, ou seja, o hexa, o Brasil não vai cair, pois independente de qualquer resultado já caiu no abismo tendo o governo ocupado pela patota de Michel Temer.



Pesquisas de opinião pública, por sinal, certas ou erradas, indicam falta de empolgação com a Copa do Mundo. Partindo do pressuposto que a pesquisa do Datafolha está correta, é o caso de se perguntar ao menos quais os motivos do desinteresse? Pode ser até que o fato da camisa da seleção ter sido usada indevidamente pela classe média que apostava na derrubada da então presidenta Dilma Rousseff tenha influído. Ou será que a desilusão tenha como causa também a goleada de 7 a 1 da Alemanha na Copa de 2014?



É possível também que a opinião tenha percebido e se cansado com o fato de governantes usarem o futebol para servir aos seus interesses políticos pessoais, como repete agora Michel Temer em sua recente mensagem em vídeo.



É curioso como ao mesmo tempo um governante como Michel Temer, que defende com entusiasmo a entrega de mão beijada das riquezas nacionais para grupos internacionais, venha a público defender o verde amarelo. Parece que o lesa pátria pensa que está lidando com uma manada pouco pensante. É preciso dar o recado a Temer: seu  tempo acabou e suas mensagens e apelos não servem para coisa alguma, porque a população está vacinada contra políticos da laia de um Michel Temer.



Mas como o ocupante do Palácio do Planalto não está nem aí para argumentos sensatos, que lhe recomendariam calar a boca, ele prefere não ligar para coisa alguma e aproveitar a Copa do Mundo para tentar novamente enganar . É hora de dizer a verdade, para que Temer não saia por aí tentando eventualmente enganar incautos ainda restantes, que sai ano entra ano ainda se deixam iludir por palavras de quem quer que seja, até mesmo de Michel Temer.

Edição: Jaqueline Deister