Copa 2018

Seleção enfrenta a Sérvia, nesta quarta, e precisa vencer para avançar em primeiro

Lateral Danilo e atacante Douglas Costa, que fez boa partida contra a Costa Rica, são os desfalques do Brasil

Moscou (Rússia)

,

Ouça a matéria:

Se decidir abrir mão do quarteto ofensivo, Tite deve promover a entrada de Fernandinho no lugar de Willian (direita) ou Paulinho (centro) / Lucas Figueiredo-CBF

Brasil e Sérvia se enfrentam, nesta quarta-feira (27), em Moscou, na partida decisiva do grupo E da Copa do Mundo 2018. O duelo acontece às 15 horas (horário de Brasília), no estádio Spartak, que tem capacidade para 45 mil torcedores.

A equipe comandada pelo técnico Tite lidera a chave, com quatro pontos, e precisa de uma vitória para garantir a classificação em primeiro lugar. Os sérvios estão em terceiro no grupo, com três pontos, e também dependem de um resultado positivo para avançar às oitavas-de-final.

No outro jogo da chave, a eliminada Costa Rica tenta somar os primeiros pontos contra a Suíça, que tem quatro e disputa com a Seleção Brasileira a primeira posição. 

Tudo ou nada

A vitória é importante para a Sérvia chegar na próxima fase da Copa, mas nem por isso o técnico Mladen Krstajić jogará aberto ou desprotegido na defesa. O esquema tático não muda: 4-2-3-1, com marcação pesada em todos os setores e jogadas em profundidade pelos lados do campo. As bolas paradas são outra virtude dos rivais desta quarta.

Engana-se, porém, quem pensa que a Seleção irá enfrentar um time de “brucutus”. Os sérvios foram campeões mundiais sub-20 em 2015, em cima do próprio Brasil, e a atual geração é conhecida pelo toque de bola ágil e envolvente.

Em dez jogos pelas eliminatórias europeias, a Sérvia marcou 20 gols e terminou a campanha com o melhor ataque do grupo D: venceu seis partidas, empatou três e perdeu apenas uma.

Herdeiros da tradição futebolística da antiga Iugoslávia, os adversários do Brasil têm como principais valores o volante Nemanja Matic, do Manchester United, e o meia Sergej Milinkovic-Savic, da Lazio, revelado na última Copa do Mundo sub-20. Na defesa, chamam a atenção atletas mais experientes, como Kolarov, da Roma, e Ivanovic, que atua no Zenit, da Rússia.

Mesma fórmula?

O atacante Douglas Costa, que atua na Juventus, da Itália, é o principal desfalque da Seleção Brasileira para a partida desta quarta-feira. Considerado um dos responsáveis pela mudança de postura da equipe no segundo tempo contra a Costa Rica, ele foi diagnosticado no dia seguinte com uma lesão no músculo posterior da coxa direita e pode ficar fora de toda a competição.

Danilo, com dores no quadril, está novamente fora da lista de Tite. Assim como na última partida, quem assume a vaga é o lateral-direito Fagner, do Corinthians.

A comissão técnica aposta mais uma vez no entrosamento do quarteto ofensivo para furar o bloqueio sérvio. Após duas atuações abaixo da média, o atacante Willian deve receber nova chance, aberto pelo lado direito do campo.

Se houver mudanças de última hora será a entrada do volante Fernandinho no lugar de Willian, para fortalecer o meio-campo e proteger o setor durante as investidas do lateral Marcelo. Outra opção é escalar Fernandinho no lugar de Paulinho, sem abrir mão de uma formação ofensiva.

A delegação brasileira chegou a Moscou na noite desta terça-feira (25) e está hospedada no Renaissance Moscow Monarch Centre Hotel, a 7 km da Praça Vermelha, centro geográfico da capital russa.

O Brasil tem três jogadores pendurados: Philippe Coutinho, Neymar e Casemiro. Se algum deles receber o terceiro cartão amarelo contra a Sérvia ficará fora das oitavas-de-final da Copa.

FICHA TÉCNICA: Brasil x Sérvia

LOCAL:
Estádio Spartak, em Moscou

DATA E HORÁRIO: Quarta-feira, 27 de junho, às 17 horas (de Brasília)

BRASIL: Alisson; Fagner, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Casemiro e Paulinho; Willian (Fernandinho), Philippe Coutinho, Neymar e Gabriel Jesus. Técnico: Tite.

SÉRVIA: Stojkovic; Ivanovic, Milenkovic, Tosic e Kolarov; Matic, Milivojevic, Tadic, Milinkovic-Savic e Ljajic; Mitrovic. Técnico: Mladen Krstajic.

Edição: Tayguara Ribeiro