Momento agroecológico

Crianças de assentamento da Reforma Agrária ajudam a reflorestar área em Alagoas

Cinco anos de projeto resultaram em 14 nascentes reflorestadas e dez hectares plantados

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,

Ouça a matéria:

Em Macapá, litoral norte de Alagoas, pais aprenderam com os filhos a revitalizar áreas prejudicadas pelo agronegócio da região / Pixabay

Como convencer uma comunidade inteira sobre a importância de reflorestar a região onde vivem e que foi atingida pelo agronegócio? Esse foi o desafio do técnico agropecuário Edilson Mendes, membro do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) ao chegar no assentamento de Macapá, litoral norte de Alagoas. “Quando eu cheguei aqui fiz o diagnóstico e percebi que a área estava toda desmatada e precisava fazer o trabalho de reflorestamento. Só que foi difícil falar com os adultos. Então eu pensei em uma outra forma e fui trabalhar na escola que fica dentro do assentamento”, lembra Edilson.

Ao contrário dos mais velhos, as crianças encararam a proposta como uma oportunidade de descobrir algo novo. Os olhos e as mãos curiosas de cerca de 60 alunos, do primeiro ao quarto ano, foram conduzidos por Edilson para o pequeno viveiro, montado de forma improvisada debaixo de uma mangueira e coberto com palhas de coco. Ele conta que levava os pequenos para uma parte prática das aulas, onde plantavam sementes e aprendiam sobre elas.

As aulas resultaram em 14 nascentes reflorestadas e dez hectares plantados ao longo de cinco anos de projeto. O entusiasmo das crianças contagiou os adultos, que aos poucos também foram se envolvendo com o reflorestamento. “Os próprios filhos passaram a chamar os pais para ajudar, porque tem um momento que o trabalho é meio pesado para os alunos fazerem. Então, eles levavam os pais para ajudar a carregar as mudas para o local de plantio”, conta Edilson.

Além de reflorestar boa parte da área do assentamento, as famílias ganharam uma fonte de renda com a produção de mudas ornamentais, que são vendidas em algumas feiras de Alagoas. 

No assentamento Macapá, os saberes sobre a terra cresceram junto com as crianças e o futuro será mais verde para as 65 famílias.

 

Edição: Júlia Rohden