ALIMENTO É SAÚDE

Descubra como as plantas ajudam no tratamento de doenças respiratórias

Hortelã, orégano e tomilho auxiliam na proteção do sistema imunológico e no combate de sintomas de gripes

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,

Ouça a matéria:

Desde a antiguidade, as plantas medicinais ajudam na cura de doenças / Camila Souza/GOVBA - Fotos Publicas

Plantas e ervas medicinais são grandes aliadas na melhora dos sintomas de doenças comuns nesta época fria do ano, como gripe, bronquite, rinite e asma. Além de aumentarem a proteção do sistema imunológico, têm propriedades expectorantes e broncodilatadoras. A bióloga e especialista em botânica Fernanda Tresmondi explica que as doenças do trato respiratório causam a morte de três mil brasileiros a cada ano. "Essas doenças afetam toda a via aérea, nariz, boca, faringe, laringe, traqueia, brônquios e pulmões. A causa pode ser tanto por vírus, quanto por bactérias, por fungos, por alergias", afirma. 

As plantas podem ser usadas em chás, banhos e vaporizações. O eucalipto, por exemplo, alivia sintomas de gripes e resfriados. "Pode ser utilizado para a inalação. Possui o eucaliptol que é o princípio ativo que combate gripes e resfriados, é expectorante, fluidificante e antisséptico. Para o preparo da inalação, pode usar para cada litro de água fervendo de 10 a 15 folhas bem lavadas de eucalipto. Pode cobrir a cabeça para que o vapor suba com o óleo essencial do eucalipto que vai trazer os benefícios medicinais", recomenda Fernanda. Ela alerta que o eucalipto é contra-indicado para gestantes e mulheres que estão amamentando.

Outra erva conhecida por seus benefícios medicinais é o tomilho, usado desde a antiguidade como antimicrobiano natural para curar dores de garganta. "Pode ser usado uma colher de tomilho seco para 200 ml de água, para fazer o gargarejo. É contra-indicado para pessoas com problemas gástricos e intestinais, e também para grávidas e lactantes", conta Tresmondi.

A hortelã também traz benefícios para o trato respiratório e pode ser tomada na forma de chá. Outra alternativa é usar a hortelã associada ao xarope de guaco, erva encontrada em todo Brasil, também conhecida como cipó de caatinga.

O orégano é mais um aliado no tratamento de resfriados, pois possui óleos essenciais com propriedades antivirais, anti-inflamatórias, antissépticas e anestésicas. Fernanda Tresmondi recomenda ingerir chá de orégano três vezes ao dia, utilizando uma colher de sobremesa para 200 ml de água. 

Edição: Júlia Rohden