Eleições 2018

Campanha Vote e Revogue convida eleitores a pressionar seus candidatos

Iniciativa online propõe referendo revogatório para dez medidas adotadas durante o governo de Michel Temer

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,
A iniciativa é da Plataforma dos Movimentos Sociais pela Reforma do Sistema Político e do projeto Sociedade Civil Construindo a Resistência / Marri Nogueira/Agência Senado

Nesta sexta-feira (7), foi lançada a campanha online Vote e Revogue que aponta os retrocessos sociais ocorridos durante o governo de Michel Temer (MDB) e convida os eleitores a pressionarem seus candidatos para que revoguem as medidas adotadas a partir do golpe de 2016. A campanha é uma iniciativa da Plataforma dos Movimentos Sociais pela Reforma do Sistema Político, em parceria com o projeto Sociedade Civil Construindo a Resistência Democrática.

A campanha avalia que Temer usou decretos e Medidas Provisórias para promover mudanças significativas no país sem debater com a população. De acordo com o material de divulgação da campanha, a "Constituição democrática prevê que a população seja ouvida não apenas de quatro em quatro anos, na hora do voto. Mas também por meio de mecanismos de participação direta, como plebiscitos e referendos. Como não nos consultaram sobre nenhuma dessas medidas, queremos ser ouvidos".

A proposta é que os eleitores cobrem que, caso eleitos, seus candidatos apoiem a convocação de referendos revogatórios para dez medidas: teto de gastos sociais (EC 95); reforma trabalhista; lei das terceirizações; reforma do ensino médio; fim dos Ministérios e políticas para mulheres e de igualdade racial; desmonte da Funai e das políticas indígenas; privatização do saneamento básico; desmonte da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) e da comunicação pública; mudanças na regularização de terras urbanas e rurais; venda do pré-sal e entrega dos setores de gás e mineração.

Plataforma dos consumidores

Outra iniciativa de pressão aos candidatos é a Plataforma dos Consumidores, criado pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec). A plataforma online convida os eleitores a ler as propostas e enviar por e-mail ou através de redes sociais aos candidatos à presidente, governador, senador e deputado federal e estadual.

Dentre as principais reivindicações da Plataforma dos Consumidores estão a melhoria de políticas de saúde e de qualidade dos alimentos; acesso à Internet e proteção dos dados pessoais; agências reguladoras que zelem pelos interesses dos consumidores; medidas de prevenção do superendividamento e coibição dos abusos das instituições financeiras e empresas de telecomunicações; melhor qualidade de serviços públicos de energia elétrica e transporte.

Edição: Júlia Rohden