ELEIÇÕES

Editorial | O povo pernambucano vai derrotar os aliados de Temer nas ruas e nas urnas

Desde o Golpe, o Brasil vive sob o julgo de um governo ilegítimo, que é o mais rejeitado da história do país.

Brasil de Fato PE

,
"Derrotar a direita nestas eleições é componente importante para seguirmos com força no enfrentamento do golpe" / Catarina de Angola

O Brasil de Fato PE é um veículo de comunicação comprometido com uma visão popular de Pernambuco, do Brasil e do Mundo. E também empenhado em contribuir na construção de um Projeto Popular para o Brasil, essa disputa de construção de projetos também se expressa nas eleições, nacionalmente comprometida na eleição de candidaturas populares, com ênfase naquela representada por Fernando Haddad e Manuela D’Ávila.

Em Pernambuco, nenhuma candidatura majoritária para governador representa exatamente os anseios do povo. Contudo, há uma candidatura que se coloca em direção contrária à construção de um estado mais democrático. A candidatura de Armando Monteiro representa o que há de mais atrasado na política. Esta chapa abriga os dois candidatos ao senado que foram Ministros do governo de Michel Temer – Bruno Araújo e Mendonça Filho. Por isso o povo pernambucano precisa também usar sua força nas urnas para barrar o avanço do golpe.

Ainda que não seja o único momento da luta política e ideológica, acreditamos que o período eleitoral é importante para a reafirmação do Projeto Popular. Desde o Golpe, o Brasil vive sob o julgo de um governo ilegítimo, que é o mais rejeitado da história do país. Este governo encabeçado pelo MDB e sustentado por partidos de Direita (PSDB, DEM, PP e outros), tem imposto medidas à nação que são extremamente prejudiciais para os trabalhadores e as trabalhadoras, bem como para as gerações futuras. Como exemplo, podemos citar a venda de nossos recursos naturais, a tentativa de venda das empresas estatais como a Chesf, Eletrobrás, Bancos Públicos, a PEC do Teto dos Gastos, que congela os investimentos em Saúde e Educação por vinte anos e a Reforma Trabalhista que retira direitos garantidos pela CLT.

Reafirmamos que a tarefa das forças de esquerda em nosso estado é contribuir para a derrota política da candidatura da direita, representada por Armando Monteiro Neto, do PTB. Acreditamos que Armando, não só pelo que ele representa, mas principalmente pelo conjunto de forças que o sustentam, como o PSDB, Democratas e outros partidos da base de sustentação de Temer, significa hoje o atraso nas eleições de Pernambuco.

Para o Senado a grande tarefa na eleição é a reeleição de Humberto Costa. Diante dos desafios que seguirão no Congresso Federal, será de fundamental importância contar com a experiência política de Humberto para o confronto político com a direita e seus representantes lá colocados.

Por fim, reforçamos o enorme desafio que está diante de nós. Derrotar a direita nestas eleições é componente importante para seguirmos com força no enfrentamento do golpe que derrubou a presidenta Dilma e segue retirando direitos historicamente conquistados pela classe trabalhadora em nosso país. Há todo um futuro em disputa e se comprometer com esta disputa é entender que temos responsabilidade também com a situação do povo brasileiro e de toda a classe trabalhadora.

 

Edição: Monyse Ravenna