Vaquinha

Adolescentes lançam campanha para financiar coletivo de comunicação

Grupo foi premiado com reportagem de rádio sobre o direito à infância e adolescência em ocupação urbana

Brasil de Fato | Belo Horizonte (MG)

,
Jovens são da Ocupação Pátria Livre, localizada na Pedreira Prado Lopes, em BH / Foto: Divulgação MTD

Pelo direito de falar e ser ouvido, um grupo de adolescentes de 14 a 19 anos resolveu fazer comunicação na periferia de BH. O grupo se reúne na Ocupação Pátria Livre, uma ação do Movimento de Trabalhadoras e Trabalhadores por Direitos (MTD), situada na comunidade Pedreira Prado Lopes.

“Tudo o que ocorre no bairro nós vamos comunicar. Estamos reunindo para aprender a mexer com máquinas, tem gente querendo virar repórter, a gente aprende muito”, conta Pablo Henrique Santos, de 14 anos. Ele particpa de oficinas de produção de rádio, vídeo, alimentação de redes sociais, material impresso, fotografia e produção de texto, feitas em parceria com a Associação Henfil de Educação e Comunicação e a ONG Internet Sem Fronteiras.

Clézia Vitória Santos, de 15 anos, aprendeu a fazer spots de rádio e chegou a comercializar o material para divulgar uma festa. “Fizemos um spot para tocar em alguns lugares e, com isso, conseguimos até entrada para uma festa, pois ficou muito bem editado”, conta a estudante. 

Premiação e financiamento 

No ano passado, com o apoio do Brasil de Fato, os adolescentes produziram uma reportagem que mostrou a vida na ocupação: “Direito à infância e a luta por moradia”. Com a produção, eles participaram do II Prêmio Jornalismo Cidadão Radiotube 2018, do Instituto Criar Brasil. O concurso tinha como temática os direitos das crianças e adolescentes. A matéria ficou com o terceiro lugar e, além do reconhecimento, também recebeu uma premiação de R$ 1 mil, que será revertida para adquirir equipamentos.

Para completar o recurso e comprar câmera fotográfica, computadores, gravadores e outros materiais, o grupo lançou uma campanha na internet, que vai até o dia 28 de maio. Pode ser doado qualquer valor. A meta é chegar aos R$ 5 mil. Para efetuar doações, clique neste link.

 

Edição: Joana Tavares