Força

Banda São Sebastião traduz dor de Brumadinho com música

Grupo existe há 90 anos na cidade e realiza apresentações para unir população

Brasil de Fato | Belo Horizonte (MG)

,
São Sebastião faz o que o povo brasileiro sabe fazer: resistir e dar novo significado ao sofrimento / Foto: Divulgação

2019 seria um ano de comemoração para a banda São Sebastião. O grupo, que desde 1929 ensina música de forma voluntária a jovens e crianças da cidade de Brumadinho, completou 90 anos de existência em 13 de maio. Só que, no meio do caminho, houve um crime.

O dia 25 de janeiro, data do rompimento da Barragem da Vale no Córrego do Feijão, era para ter sido um dia normal de ensaios. Os músicos se preparavam para planejar uma apresentação gratuita para toda a população, mas a conversa não aconteceu. "Recebemos a notícia e foi um impacto enorme pra todo mundo, e nem sabíamos se alguém daqui tinha perdido a família. Graças a Deus não aconteceu, mas perdemos três ex-participantes da banda e muitos, muitos conhecidos nossos", recorda Renata Vilaça, coordenadora do grupo.

A tristeza tomou conta do município, mas a São Sebastião fez o que o povo brasileiro sabe fazer de melhor: resistir e dar novo significado ao sofrimento. Mesmo com o luto doído da semana seguinte, os integrantes se reuniram e saíram pelas ruas de Brumadinho fazendo música. “Tocar fortalece a gente… A gente queria fortalecer a comunidade também. Foi aí que pensamos em fazer isso. A música é incrível, tem um poder muito forte de transformação, de recomeço", diz Renata.

A banda esteve presente em igrejas nas muitas missas em memória e subiu a serra da região para se apresentar em homenagens aos que se foram e aos que salvaram vidas. O maestro da São Sebastião, Anderson Cordeiro, acredita que essa foi uma maneira de unir os atingidos. De dizer, quando as palavras não dão conta, um "estamos todos juntos". "Foi o jeito que encontramos de passar por cima disso, de fazer uma oração. Santo Agostinho dizia que quem canta e toca está orando duas vezes. E assim nós oramos", conta.

Em uma das apresentações, eles reproduziram a canção “Noite Traiçoeira”, do compositor Carlos Papae, relembrando um vídeo gravado no vestiário da Vale antes do rompimento, quando um trabalhador cantava a música com seu amigo. "E ainda se vier noites traiçoeiras / Se a cruz pesada for, Cristo estará contigo / O mundo pode até fazer você chorar / Mas Deus te quer sorrindo", narra a letra.

História

Todos os membros da banda São Sebastião, da diretoria à orquestra, são voluntárias. A banda se viabiliza, na maioria das vezes, por inscrição de projetos na Lei de Incentivo à Cultura. Centenas de crianças da cidade se tornaram adultos profissionalizados em música a partir do trabalho desenvolvido pelo grupo. Conheça aqui.

Edição: Elis Almeida