JURA

No CE exposição "Sem Terra em cartaz" marca os 20 anos da editora Expressão Popular

A exposição segue até o dia 07 de junho no Museu de Artes da UFC

Brasil de Fato | Fortaleza (CE)

,
O Mauc fica localizado na Avenida da Universidade, 2854 / Darlene Andrade

Com a organização dos Setores de Educação e Cultura do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e do jornalista, pesquisador, produtor cultural e amigo do MST Vladimir Sacchetta, o livro Sem Terra em Cartaz chegou às livrarias e às paredes do Museu de Arte da Universidade Federal do Ceará (Mauc). 

Em Fortaleza, o lançamento do livro e a exposição marcam os 20 anos da Editora Expressão Popular e os 30 anos do MST no Ceará e fazem parte da programação da Jornada Universitária em Defesa da Reforma Agrária (Jura) que desde o mês de abril, em sua sexta edição, ocupa as universidades com as pautas e as bandeiras dos movimentos populares e camponeses.

O livro é fruto de uma cuidadosa pesquisa nos acervos da Comissão Pastoral da Terra (CPT), Centro Pastoral Vergueiro (CPV), IBASE, Centro de Documentação e Memória da Unesp (Cedem) e no próprio acervo do MST. Daí se apresentam 440 imagens de um total de 1600, na exposição 65 cartazes estarão expostos que registram a trajetória dos 35 anos do MST em todo o Brasil. Todas as imagens estão disponíveis no site do MST.

A luta pela terra em imagens de reivindicações é o que se pode ver desde meados dos anos 1980 até os dias atuais. Sem Terra em cartaz apresenta iniciativas que abrangem o conteúdo vasto da luta social no Brasil, desde congressos, encontros, campanhas, jornadas e, em relevo, o vigor da memória no calendário da luta social, e também registra as denúncias da violência do latifúndio e do agronegócio.

A exposição que está em cartaz desde a quarta-feira (31), segue até o dia 07 de junho, de 08 à 12h e de 13h às 17h. O Mauc fica localizado na Avenida da Universidade, 2854.

Edição: Monyse Ravena