Greve Geral

Greve Geral rompe bloqueio e ganha até as manchetes dos jornais do interior no RS

Confira como foi a cobertura das manifestações na manhã desta sexta (14) pelos jornais gaúchos da mídia comercial

Brasil de Fato | Porto Alegre (RS)

,
Detalhe das manchetes do Jornal NH, da Região Metropolitana de Porto Alegre / Foto: Reprodução internet

Com sua força, dimensão e capilaridade, a Greve Geral se impôs em território inóspito: a mídia comercial. Prova disso são as manchetes dos jornais online no interior do Rio Grande do Sul, onde a penetração dos temas sociais e vinculados às lutas dos trabalhadores é ainda mais penosa. "Paralisação começa com piquetes em frente a empresas de ônibus", estampou o Diário Popular, de Pelotas, terceiro jornal mais antigo do Estado, fundado em 1890, conservador e controlado pela família Fetter, vinculada ao PP. 

"Manifestações paralisam o transporte coletivo”, mancheteou o Minuano, de Bagé, na região da Campanha Gaúcha. “Confronto entre BM e manifestantes deixa um ferido em Canoas” foi uma das chamadas da capa do Diário de Canoas, junto com “Manifestantes bloqueiam RS-239 e BRs 116 e 386 na região”. Situada na Grande Porto Alegre, Canoas é a terceira cidade mais populosa do Rio Grande do Sul.

Militantes nas ruas, Bolsonaro no quartel 

“Manifestantes bloqueiam entrada da UFSM e ônibus voltam a circular” era a principal chamada do Diário de Santa Maria, centro do Estado, às 11h46. Outros destaques eram “Alunos e professores aderem à greve, protestam e suspendem aulas” e “Manifestantes protestam na Unipampa e trevo de acesso a São Gabriel”. Os atos acontecem na véspera da visita à cidade do presidente Jair Bolsonaro. Contrastando com a presença popular nas ruas e os atos desta sexta-feira, ele será recebido em evento fechado no interior de um quartel, o Regimento Mallet. 

Em Carazinho, região Noroeste, o Diário da Manhã destacou “Manifestantes bloqueiam rodovias da região em ato contra reforma da previdência”. Do mesmo grupo empresarial, o Diário da Manhã, de Passo Fundo, publicou “Manifestantes contra reforma da previdência bloqueiam ruas do centro de Passo Fundo”.

Conflitando com o assunto do dia no país inteiro e destoando dos demais jornais, O Pioneiro, de Caxias do Sul, cedeu sua manchete ao deputado Eduardo Bolsonaro (PSL):  "Tem que ser tratado na esfera criminal", diz Eduardo Bolsonaro sobre conversa entre Moro e Dallagnol na manchete do diário do grupo RBS.  Isto pouco antes do meio-dia. Mas, às 12h07, sua manchete era “Maioria das escolas de Caxias não tem aulas nesta sexta”, com a linha de apoio “Levantamento aponta pouco mais de 10 instituições com atividades”. Em Ijuí, Noroeste gaúcho, o portal IjuíNews informava, às 12h13, que “Manifestações na greve geral acontecem no centro de Ijuí; transito está normalizado”.  

Golpe de nudes em vez de greve

Na capital, “Estradas têm bloqueios no Rio Grande do Sul em dia de greve geral” era a manchete do Jornal do Comércio às 11h21 de hoje. “Greve afeta serviços e diversas escolas em Porto Alegre” assinalava o Correio do Povo às 12h15. O diário do grupo Record ainda destacou: “Tumulto em garagem de ônibus termina com 51 detidos na Capital”, “Confronto em Alvorada deixa ao menos 4 feridos” e “Trabalhadores e sindicalistas participam de ato em frente à Refap”. 

De linha popular, pertencente ao grupo RBS e tendo como leitores principalmente um público formado por trabalhadores, o Diário Gaúcho também trocou o assunto: “Golpe dos nudes: criminosos extorquem homens após enviar fotos íntimas de jovens” era sua manchete principal às 12h22. O site GaúchaZH, também vinculado à família Sirotsky, trazia como manchete às 12h29 “RS tem 75 pessoas detidas durante manifestações”.

Edição: Marcelo Ferreira