UNIÃO

Forró Solidário em prol das vítimas das chuvas acontece hoje (26) em João Pessoa

Entrada: mantimentos - roupas, alimentos, material de higiene e limpeza

Brasil de Fato | João Pessoa - PB

,
Evento com: Os Fulano, Seu Pereira, Val Donato, Maria Sem Vergonha, Adeildo Vieira, Forró de Chá Preto, Titá Moura, Trio de Quinta / Card de Divulgação

Um grupo de artistas solidários se movimenta hoje (26), na cidade de João Pessoa, para realizar um show em prol das vítimas das fortes chuvas que castigaram o litoral do estado nas últimas semanas. Trata-se do Forró Solidário, que acontecerá hoje, quarta-feira, às 20h, no Private Pub (principal dos Bancários, em frente à sorveteria Malibu). A entrada pode ser qualquer tipo de mantimento como: alimentos, roupa, cobertor, material de higiene e de limpeza.

Segundo Betinho Lucena, um dos integrantes do grupo Os Fulanos, e um dos idealizadores do evento, o ponto de partida para a realização desta atividade foi a vontade de ajudar o próximo: “A ideia surgiu numa conversa no Private Pub, local do evento, entre parte dos músicos que estarão no festejo. Daí fomos colocando pra fora a vontade de ajudar e surgiu assim o Forró Solidário”, conta ele.Betinho Lucena (Foto: arquivo pessoal)

Os grupos e artistas convidados estão no cartaz do evento, porém Betinho acrescenta que quem for chegando fará participação também. No lineup estão: Os Fulano, Seu Pereira, Val Donato, Maria Sem Vergonha, Adeildo Vieira, Forró de Chá Preto, Titá Moura, Trio de Quinta e um improviso de artistas presentes ao qual ele chama de “um grande Arrumadinho com quem for chegando” 

O músico Helinho Medeiros (Acordeon) fala que é uma oportunidade de arrecadar mantimentos do máximo possível de coisas que as pessoas precisam: “E pretendemos que não seja só neste dia; iremos fazer outros eventos desses, vários inclusive, porque a gente tem que fazer a nossa parte para justificar quem a gente é, que a gente tem um discurso e uma prática, e devemos ajudar quem precisa”, reflete Helinho.

Para a cantora e compositora Val Donato a arte, a solidariedade e o amor ao próximo andam juntos: “Juntos e de mãos dadas sempre, e quando acontece uma coisa assim que nos abala, no tocante ao sofrimento alheio, a gente tem que, quase por obrigação mesmo, de usar a nossa arte. Acho que é uma forma de a gente retribuir a Deus e a si, e as pessoas que sorriem, e nos faz muito bem, além de fazer muito bem ao próximo, e desejo que isso possa sempre acontecer” Val Donato (Foto: arquivo pessoal)

Outro grupo convidado para ajudar no evento é o De Mãos Estendidas, projeto filantropo que já tem cerca de um ano de atuação na cidade, ajudando pessoas em situação de rua, além de pacientes carentes do hospital Napoleão Laureano. O projeto vai ajudar a direcionar os mantimentos para a população que está necessitada, nos bairros e comunidades.

Edição: Cida Alves