NEGLIGÊNCIA

Incêndio no CT do Flamengo: seis meses de descaso

Até agora, só houve acordo indenizatório para duas das dez famílias das vítimas

Brasil de Fato | Recife (PE)

,
Desde o mês de abril, nenhuma das negociações avançou / Mauro Pimentel/AFP

Nessa quinta-feira (08), o incêndio no Centro de Treinamento do Flamengo que matou 10 crianças das divisões de base completou seis meses. Até agora, só houve acordo indenizatório para duas famílias das vítimas. Desde o mês de abril, nenhuma das negociações avançou.

Além disso, a advogada de uma parte das vítimas iniciou o indiciamento do clube e do presidente Rodolfo Landim. O que se espera é que a CBF também seja responsabilizada. Até agora a único avanço foi apoio psicológico e uma ajuda de custo para amparar os familiares das vítimas.

Edição: Monyse Ravenna