Aprenda a fazer uma versão abrasileirada dos nachos mexicanos

Imagem de perfil do Podcast
Comida de Verdade

Ouça o áudio:

Os nachos podem ser feitos também com farinha de trigo integral, mas aí será preciso um pouco mais de água. / Juliana Gomes
Para abraçar e agradecer os nossos vizinhos mexicanos, uma receita de nachos

O Nacho é uma comida de origem mexicana, que recebeu esse nome por conta de seu inventor, Ignacio Nacho Anaya.

A forma mais comum de se fazer esse prato é com tortilhas de milho crocantes em formato de triângulo, com queijo e pimenta jalapeño.

No Brasil e em outros países, a comida mexicana ficou muito popular com as tortilhas, enciladas, nachos, burritos, tacos e o famoso guacamole.

Pensando nisso, a jornalista do Brasil de Fato, Júlia Rohden ensina como fazer Nachos Abrasileirados, uma receita criada pela fundadora do blog Comida Saudável Pra Todos, Juliana Gomes.

Segundo a Juliana, o sucesso do seu preparo depende dos temperos da massa e da atenção total ao tempo de forno. Ela explica que a massa queima muito fácil.

Ingredientes

1 xícara de farinha de trigo

1 xícara de farinha de milho (fubá) não-transgênico

1/2 xícara de água

2 colheres de sopa de azeite

1 colher de sopa de páprica defumada

1 colher de café de pimenta caiena (vai ficar bem picante)

1 colher de sopa de orégano

1 colher de chá de sal

Observação:

Caso você prefira fritar a massa, vai precisar de bastante óleo também. Mas dá para fazer assado.

Modo de preparo:

Aqueça o forno a 200 graus. Depois, misture todos os ingredientes numa tigela e trabalhe a massa com as mãos até ficar bem incorporada e nada farelenta. Como se fosse um pão.

Unte uma mesa ou bancada da sua cozinha com farinha de trigo e dê uma leve sovada na massa. Faça uma bolinha e abra com um rolo de macarrão ou garrafa de vidro.Vá amassando até a massa ficar bem lisinha e fininha.

Transfira essa massa para uma assadeira, com cuidado para não quebrar.

Em seguida, faça riscos em forma de triângulo com uma faca. Daí, é só assar a 180 graus por cerca de 10 minutos. Cuidado para não deixar a massa queimar.

Se sobrar, você pode guardar num pote bem fechado ou vidro por até 3 dias. Depois disso vai começar a ficar menos crocante. Se você fizer a versão frita, vai durar mais.



 

Edição: Michele Carvalho