Futebol masculino

Briga de foice na Série B

Faltando nove rodadas para a maioria dos times, quais as chances de cada um subir ou cair

Brasil de Fato | Curitiba (PR)

,
Brangantino (SP) e Sport (PE) têm maiores chances de subir, enquanto São Bento (SP) e Figueirense têm riscos maiores de ir para terceirona / Divulgação

A menos de dez rodadas para o final do Brasileirão da série B, a não ser que dê zebra, pelo menos dois times estão com os dois pés no acesso. Segundo cálculos do Infobola, do matemático Tristão Garcia, o Bragantino (SP) tem 99% de chances e o Sport (PE) chega a 93% de possibilidade de acesso. 

Os dois que vêm logo a seguir na tabela, Atlético-GO e Coritiba, têm 60% e 59%, respectivamente. Vale lembrar que o Coxa tem um jogo a menos que a maioria dos adversários. Depois vêm seis times que ainda podem jogar a série A em 2020, América-MG (29%), Paraná (25%), Botafogo-SP (17%), Operário (6%), CRB (4%) e Ponte Preta (4%). Para o matemático, o acesso será garantido a quem chegar a 63 pontos. 

Na parte de baixo, o lanterna São Bento (SP) tem 86% de risco de ir para a terceirona. Figueirense (83%), Criciúma (76%) e Vila Nova (62%) completam as posições em que ninguém gostaria de estar. Entre os paranaenses, o Londrina é o que corre risco maior, com 42% de chance de chegar ao Z4 até o fim do campeonato. O outro paranaense, o Operário, já está quase salvo, com 1% de chance de cair. A previsão é que serão necessários 46 pontos para a salvação.

Edição: Lia Bianchini