UNIDOS

Ao lado de Ricardo Coutinho, Lula manda mensagem ao povo paraibano

“Eu tenho fé em Deus que, embora eu tenha 74 anos, mas eu vou viver pra ver o Nordeste voltar a sorrir”, disse Lula

Brasil de Fato | João Pessoa - PB

,
“Água pra nós vale muito mais que ouro” - Lula / Reprodução

Em conversa com o ex-governador da Paraíba e atual presidente da Fundação João Mangabeira Ricardo Coutinho, na sede do Instituto Lula, em São Paulo, o ex-presidente Luíz Inácio Lula da Silva relembrou memórias na Paraíba e mandou abraços para o povo paraibano.

O ex-presidente Lula começou lembrando de um comício no município de Souza, sertão paraibano, onde por volta do meio-dia, durante um comício, ele viu uma mulher com uma criança no colo. “Eu achava que a mulher estava pedindo dinheiro. Na verdade, a mulher estava pedindo dinheiro pra enterrar a criança que estava morta no colo dela, uma coisa que marcou minha vida muito”, disse.

Lula falou do profundo respeito que nutre pelo povo paraibano e fez elogios à atuação política de Ricardo Coutinho tanto na Assembleia Legislativa, quanto na Prefeitura de João Pessoa e no Governo do Estado.

Segundo Lula, a luta faz parte da nossa região. “O povo nordestino está predestinado a lutar sempre. Pra nós a luta é quase o ar que a gente respira, porque toda vez que a gente para de respirar, parece que o povo do país esquece o nordeste, como se fosse uma coisa menor.”

O ex-presidente ainda ressaltou que queria possibilitar ao Nordeste as tivesse as mesmas oportunidade que o sul e sudeste tiveram: “por isso que eu queria que tivesse mais doutores, mais mestres, mais emprego, mais comida, mais obra”.

Lula colocou que a transposição que foi feita para resolver o problema dos milhões de nordestinos e lamentou a falta de bombeamento da água por meses: “água pra nós vale muito mais que ouro”. Ressaltou que que o governo federal precisa devolver ao Nordeste o que foi tirado há tantos anos.

Durante a conversa, Ricardo Coutinho destacou que andam falando que o primeiro milagre após a soltura de Lula, na última sexta-feira, foi a volta do bombeamento das águas da transposição, que estavam paradas desde fevereiro, secando todos os açudes e fazendo voltar o racionamento. “Se água está chegando eu voltei a sorrir”, falou Lula.

“Eu tenho fé em Deus, que embora eu tenha 74 anos, mas vou viver pra ver o Nordeste voltar a sorrir com emprego, água, faculdade, escola técnica, ensino fundamental e com cidadania. Só não trata da pobreza quem não sabe o que é fome.” Lula ainda disse que sempre estará à disposição do Nordeste e da Paraíba.

 

Edição: Cida Alves