Brasil de Fato

Uma Visão Popular do Brasil e do Mundo

João Zinclar, fotógrafo dos movimentos sociais e do Brasil de Fato, morre em acidente

O ônibus no qual ele viajava foi atingido por um caminhão que vinha no sentido contrário e atravessou a pista











Foto: João Zinclar



da Redação

João Zinclar era fotógrafo dos movimentos sociais e do Brasil de Fato

Foto: Arquivo pessoal

O fotógrafo dos movimentos sociais e do Brasil de Fato, João Zinclar, faleceu na madrugada deste sábado (19). Ele retornava de um trabalho em Ipatinga (MG) quando o ônibus no qual viajava, da viação Itapemirim, foi atingido por um caminhão que vinha no sentido contrário e atravessou a pista.

O acidente ocorreu por volta das 3h30 na altura do município Campos de Goytacazes, no norte do Rio de Janeiro. O ônibus transportava 20 pessoas. Um outro passageiro e o motorista do caminhão tiveram ferimentos leves.

O velório será realizado neste domingo (20) em Campinas (SP), cidade onde o fotógrafo morava. O enterro será na segunda-feira (21), às 9h. Zinclar é natural de Rio Grande (RS).

João Zinclar tinha 56 anos e deixou uma filha. Ele fotografava para vários movimentos sociais, entre eles o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), sindicatos e meios populares de comunicação, como o Brasil de Fato.

Zinclar foi metalúrgico e integrou a direção do sindicato da categoria em Campinas, de 1990 a 1996. Também foi militante filiado do PCdoB até 1996.

Em 2009, ele lançou o livro fotográfico “O Rio São Francisco e as Águas no Sertão”, um registro da cultura do povo ribeirinho e sua luta em defesa do rio. O livro é resultado dos cinco anos em que Zinclar percorreu as margens do Rio São Francisco em oito estados. Clique aqui e confira uma entrevista concedida pelo fotógrafo ao Brasil de Fato em 2010, na qual ele fala sobre o livro e seu trabalho.

Confira abaixo algumas fotografias de João Zinclar: