Brasil de Fato

Uma Visão Popular do Brasil e do Mundo

Um trabalhador morre por dia em acidente de trabalho no estado de São Paulo

Entre as causas mais frequentes de acidentes estão maquinário velho e desprotegido, ritmo acelerado, assédio moral e cobrança exagerada











Foto: Elza Fiúza/ABr



Leonardo Ferreira,

de São Paulo, da Radioagência NP

Uma pessoa morre por dia, em média, no estado de São Paulo vítima de acidentes de trabalho. Em 2012, foram registradas 444 mortes no estado. Os dados fazem parte do levantamento divulgado pela Secretaria Estadual da Saúde, baseado nas notificações feitas pelos municípios paulistas.

Desde 2006, foram registradas 2.239 mortes por acidentes de trabalho no estado. No mesmo período, 119.088 trabalhadores receberam atendimentos ambulatoriais e emergenciais pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Acidentes de trabalho podem ser evitados com o controle dos ambientes e das condições oferecidas aos trabalhadores. Por isso, é muito importante o uso adequado e contínuo dos equipamentos de proteção.

No Brasil, cerca de 700 mil casos de acidentes de trabalho são registrados em média todos os anos, sem contar os casos não notificados oficialmente, de acordo com o Ministério da Previdência. O país gasta cerca de R$ 70 bilhões para esse tipo de acidente anualmente.

Entre as causas mais frequentes de acidentes estão maquinário velho e desprotegido, tecnologia ultrapassada, mobiliário inadequado, ritmo acelerado, assédio moral, cobrança exagerada e desrespeito a diversos direitos.