Brasil de Fato

Uma Visão Popular do Brasil e do Mundo

Licença para construir maior mineroduto do mundo pode ser concedida hoje (29)

Empreendimento deverá custar R$ 20 bilhões; mineroduto atravessa 32 municípios mineiros e fluminenses e já está causando impactos ambientais nas regiões











Reprodução



Da Redação

Mesmo com uma série de irregularidades, nesta segunda-feira (29), uma reunião na sede do Conselho Estadual de Política Ambiental (COPAM), do Jequitinhonha (MG), pode licenciar definitivamente a operação de conclusão do processo ambiental do maior mineroduto do mundo,

Pertencente ao grupo de mineração Anglo American, o Projeto Minas-Rio, tem sua mina localizada em Conceição do Mato Dentro (MG) e possui o mineroduto de 525 km de extensão.

O empreendimento da Anglo, que deverá custar ao todo R$ 20 bilhões, atravessa 32 municípios mineiros e fluminenses até chegar ao terminal de minério do porto do Açu, em São João da Barra (RJ).

Impactos

Antes mesmo da autorização para operar, os impactos são visíveis. Na última reunião do COPAM – formado por governo, setor produtivo e sociedade civil - as famílias entregaram aos presentes garrafas com água contaminada. Além disso, também mostraram os peixes mortos recolhidos logo abaixo da barragem de rejeitos da Anglo American.

A reunião contou com a presença do secretario de Meio Ambiente de MG, Alceu José Torres Marques, que defendeu que o projeto estava apto para ser votado, apesar do pedido do Ministério Público Estadual para que fosse tirado de pauta.

Segundo o promotor, o processo de licenciamento para o conglomerado britânico é para inglês ver. A pressão das comunidades impactadas do entorno também foi fundamental para que a votação fosse suspensa. Elas não se intimidaram nem mesmo à presença da Polícia Militar, chamada após a entrega da água contaminada aos conselheiros.

Com informações da ONG Justiça Global