Brasil de Fato

Uma Visão Popular do Brasil e do Mundo

Tarifas de ônibus, trem e metrô de SP sobem em 9 de janeiro

Os bilhetes temporais 24 horas, madrugador, da hora, semanal e mensal terão seus preços mantidos.



Da Redação


Crédito: Edson Lopes Jr. / Gesp

A partir de 9 de janeiro, as tarifas de ônibus, metrô e trem na capital paulista serão reajustadas, passando de R$ 3,50 para R$ 3,80.

A informação foi confirmada nesta quarta-feira (30) pela Secretaria Municipal de Transportes, responsável pelos ônibus municipais, e pela Secretaria Estadual dos Transportes Metropolitanos, responsável pelo transporte dos metrôs e trens estaduais.

O reajuste ficou abaixo da inflação acumulada desde o último reajuste, em 6 de janeiro de 2015. A inflação foi de 10,49%, enquanto o aumento das tarifas é de 8,57% para o bilhete unitário. A tarifa de integração entre ônibus e trens passará de R$ 5,45 para R$ 5,92. Os bilhetes temporais 24 horas, madrugador, da hora, semanal e mensal terão seus preços mantidos.

Crítica

O Movimento Passe Livre (MPL) criticou as medidas anunciadas. A organização, em sua página no Facebook, diz que o preço das passagens é excessivo: “quantos aumentos acima dela [inflação] a população já aguentou até que a passagem chegasse ao preço exorbitante atual?”. Além disso, o MPL afirma que o objetivo do ajuste de preços é “enriquecer ainda mais os empresários”.

De acordo com as secretarias municipal e estadual, “mais da metade dos usuários do sistema de transportes (53%) não será impactada pela mudança na tarifa unitária porque são beneficiários de gratuidades, usam bilhetes temporais, que não terão aumento, ou são trabalhadores que pagam o limite legal de 6% do salário para o vale-transporte”.

Baseada em matéria publicada na Agência Brasil