Brasil de Fato

Uma Visão Popular do Brasil e do Mundo

Policial carioca confessa ter matado homossexuais por conta de sua orientação sexual

Confissão faz parte do documentário da canadense Ellen Page; Atriz afirmou que estar frente a frente com ele foi um dos momentos mais tensos de sua vida





Foto: Pragmatismo Político/Vice



Da Redação

A atriz canadense Ellen Page protagoniza uma série de documentários em que viaja pelo mundo para conhecer a vida LGBT em diferentes locais. O trailer do documentário “Gaycation”, previsto para ser lançado em fevereiro pela Vice, foi tema de polêmica em redes sociais.

Page viajou ao Rio de Janeiro, onde entrevistou um policial carioca que disse ter orgulho de assassinar homossexuais. “Ele é um policial, mas ele é também uma pessoa que odeia homossexuais e já matou vários deles”, diz a atriz ao apresentar o entrevistado. “Para mim, eles são piores que animais. Acho que todo chiqueiro tem que ser limpo. Se entrar na minha frente, eu pego”, diz o oficial brasileiro a Ellen.

A atriz, que é ativista da causa LGBT, chega a dizer ao policial que é gay e pergunta se o mundo seria melhor se ela fosse assassinada, mas a resposta do policial não aparece no vídeo.

“Apesar de parecer um lugar progressista e aberto sexualmente, as dificuldades que a comunidade LGBT sofrem podem ser horríveis”, comenta Ellen sobre o Rio de Janeiro.

Durante o evento de lançamento dos especiais, a atriz disse que estar frente a frente com o policial abertamente homofóbico e violento foi muito tenso. “Provavelmente foi um dos momentos mais amedrontadores e desesperadores que já vivi. No estado em que eu estava, eu só podia torcer, talvez ingenuamente, para que tudo acabasse bem”.

Confira o trailer do documentário abaixo. A entrevista do policial começa aos 6:20 minutos