Brasil de Fato

Uma Visão Popular do Brasil e do Mundo

Torcida do Corinthians protesta contra Rede Globo e Federação Paulista no Itaquerão

"Rede Globo o Corinthians não é seu quintal" foi um dos dizeres das faixas exibidas pela Gaviões da Fiel; Recentemente, torcida também se manifestou contra o governo de Geraldo Alckmin (PSDB), denunciando o escândalo de desvios na compra da merenda escolar


Da Redação


Membros da Gaviões da Fiel, torcida organizada do Corinthians, protestaram contra a Rede Globo e a Federação Paulista de Futebol (FPF), nesta quinta-feira (11), no estádio Itaquerão, na zona leste de São Paulo. Três faixas com as frases “Rede Globo o Corinthians não é seu quintal”, “Jogo às 22h também merece punição” e “Cadê as contas?” - em relação à Arena do time -, foram abertas na arquibancada durante a última rodada do Campeonato Paulista, em jogo com o Capivariano.

Meme compartilhado pela página Meu Timão | Foto: Reprodução

O ato foi impedido pela Polícia Militar, que retirou as faixas após empurra-empurra. Depois os cartazes foram devolvidos e novamente abertos, o que gerou uma nova confusão. Os torcedores também gritaram palavras de ordem contra a Federação Paulista.

Outros protestos recentes já haviam sido feitos pela Gaviões contra a FPF e também contra o governo de Geraldo Alckmin (PSDB), denunciando o escândalo de desvios na compra da merenda escolar em São Paulo. Na ocasião, a torcida divulgou nota em seu site em que afirmava: “Marginal não é quem torce, quem faz festa, mas quem rouba dinheiro da merenda das crianças!”.

Proibição e reação

A torcida está proibida de abrir faixas em estádios, após uso de sinalizadores na final da Copa São Paulo, no final de janeiro. Na decisão da Copinha, partida contra o Flamengo, a Gaviões acendeu sinalizadores e foi punida pela FPF. No período de 60 jogos, a torcida não poderá entrar em estádios paulistas com objetos que a identifiquem, como faixas e instrumentos musicais.

Em reação, no último dia 3 de fevereiro, a Gaviões realizou um ato contra a Federação Paulista, em frente à sede da entidade, com a presença de centenas de torcedores.

“O que há de pior para o futebol são os escândalos de corrupção, o valor abusivo dos ingressos, os esquemas de empresários, a mercantilização da paixão, a elitização e esbranquiçamento das arquibancadas. Não as faixas, bandeiras, instrumentos, cânticos e muito menos a pirotecnia”, afirma a Gaviões, em nota.

Escândalo da merenda

Além do protesto contra a decisão da FPF, a Gaviões também entoou cânticos contra o escândalo da merenda em São Paulo. Uma das canções dizia: “Eu não roubo merenda, eu não sou deputado. Trabalho todo dia, não roubo meu estado”.

A Polícia Civil e o Ministério Público Estadual de São Paulo investigam um esquema de adulteração de contratos e preços de alimentos para merenda escolar, envolvendo o governo do estado e algumas prefeituras paulistas. Entre os investigados, consta o deputado Fernando Capez (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa e ex-chefe de gabinete da Casa Civil de Geraldo Alckmin.