Brasil de Fato

Uma Visão Popular do Brasil e do Mundo

Acordo com Peru garante acesso ao mar à Bolívia

O acordo inaugura uma nova etapa nas relações diplomáticas dos dois países, marcadas por sérias divergências entre os governos



Vinicius Mansur
De La Paz, na Bolívia
Radioagência NP



Um tratado assinado entre os presidentes da Bolívia e Peru garantiu aos bolivianos acesso ao oceano Pacífico. Os presidentes Evo Morales e Alan Garcia assinaram o acordo no porto de Ilo, localizado no sul da costa peruana.

O tratado amplia um convênio de 1992, no qual o Peru cedia à Bolívia uma zona franca industrial e comercial em eu território, porém que não concedia acesso ao mar aos bolivianos. Com o novo pacto, os peruanos ampliaram as facilidades portuárias e de livre trânsito na faixa de 17 quilômetros concedidas à Bolívia, que poderá instalar indústrias e armazéns voltados para a exportação na região.

O acordo inaugura uma nova etapa nas relações diplomáticas dos dois países, marcada por sérias divergências entre os governos de orientações políticas antagônicas.

A luta por acesso ao mar é uma demanda histórica da Bolívia. O país perdeu essa condição no século XIX, quando se envolveu na chamada Guerra do Pacífico, com Peru e Chile, na qual os chilenos tomaram o acesso boliviano ao litoral, além de se apoderarem de terras peruanas.