Brasil de Fato

Uma Visão Popular do Brasil e do Mundo

Nota oficial sobre a Comissão da Verdade da entidade

Comissão irá resgatar trabalho realizado pelos advogados durante a ditadura militar na defesa do Estado Democrático de Direito, dos direitos humanos e dos presos políticos


03/07/2012


Marcos da Costa,
Presidente em exercício da Ordem dos Advogados do Brasil


Trazer luz a episódios históricos que envolveram a advocacia paulista durante o período ditatorial está no cerne da missão da Comissão da Verdade da OAB SP, criada pela Portaria nº 237/12/PR, de 26 de junho de 2012.

O trabalho realizado pelos advogados durante a ditadura militar na defesa do Estado Democrático de Direito, dos direitos humanos e dos presos políticos - muitas vezes com o risco da própria vida - não foi ainda devidamente registrado e essa comissão irá resgatar esses fatos com documentos, depoimentos e pesquisa.

A Comissão reúne nomes de notáveis da advocacia bandeirante. Será presidida pelo advogado e ex-presidente do Conselho Federal e da Secional Paulista da OAB, Mario Sérgio Duarte Garcia, tendo na vice-presidência Belisário dos Santos Júnior e, como secretário, Arnor Gomes da Silva Junior.

Integram, ainda, a Comissão, os advogados Airton Estevens Soares, Aton Fon Filho, Iberê Bandeira de Mello, Idibal Pivetta, Luiz Eduardo Greenhalgh, Luiz Olavo Baptista, Paulo Gerab, Paulo Sérgio Leite Fernandes, Takao Amano, Tales Castelo Branco, Valter Uzzo e Zulaiê Cobra Ribeiro. A Comissão contará como membros colaboradores: Cid Vieira de Souza Filho, Fábio Marcos Bernardes Trombetti, José Leme de Macedo, Martim de Almeida Sampaio e Oscar Alves de Azevedo.

A Comissão da Verdade da OAB SP também irá contribuir com subsídios ao trabalho de apuração que vem sendo realizado pela Comissão Nacional da Verdade e pretende deixar um legado às futuras gerações, tornando-se fonte de consulta perene da força da advocacia ao longo daquele difícil período da vida política nacional.