Luta

Livro retrata 500 anos da resistência indígena no Brasil

Escrito por Benedito Prezia, obra retrata a história dos índios brasileiros pelo viés de luta

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,

Ouça a matéria:

Livro “História da resistência indígena: 500 anos de luta" / Divulgação

A luta do povo indígena ao longo de todos os anos de violência desde que os portugueses chegaram ao Brasil é retratada em livro com lançamento neste mês. “História da resistência indígena: 500 anos de luta" é escrito por Benedito Prezia, estudioso e atuante na questão indígena desde 1983, quando iniciou seus trabalhos no Conselho Indigenista Missionário (Cimi), em Brasília.

Segundo o autor, a cultura e lutas indígenas não são retratadas com a devida importância na formação escolar e a situação se agrava com a falta de registros e materiais sobre o assunto, que se resumem somente à perspectiva do vencedor. Mesmo entre os historiadores, o foco gira em torno das civilizações da América como um todo, com os povos inca, maia e asteca, mas não no índio brasileiro, que tem um legado de resistência forte, mas pouco conhecido."Essa perspectiva de apresentar o indígena resistente eu acho que é pioneiro", afirma Prezia.

A vontade de Benedito em resgatar a história da força deste povo começou com sua publicação periódica no Jornal Porantim, do Cimi."Esse aspecto de luta eu quis ressaltar porque até há pouco se falava na conquista do Brasil quase que exclusivamente se referindo ao genocídio. Que os povos indígenas foram exterminados, foram mortos, então só se falava de massacres e eu achava que havia muitas resistências desconhecidas", comenta.

O autor, que também é coordenador do Programa Pindorama para indígenas na PUC-SP, comenta a expectativa do livro servir de inspiração para os próprios protagonistas a seguirem com a luta e resistência, e, além disso, trazer o conhecimento para os militantes, jovens e a população em geral."Espero atingir primeiramente as lideranças indígenas e os professores das escolas indígenas, porque acho que eles tem que conhecer a própria história, porque muitas vezes ficam dependentes de livros aí da republicação oficial. Outro público pode ser o de militantes. Estamos num momento político de refluxo e a gente percebe que muitos jovens, mesmo em nível acadêmico, têm um desconhecimento muito grande dessa história indígena".

Com a participação de etnias indígenas do Estado de São Paulo, o lançamento do livro “História da resistência indígena: 500 anos de luta”, aconteceu no dia 5 de agosto, na Livraria Expressão Popular, em São Paulo, que fica na Rua  Abolição, 201, Bela Vista.

Edição: Anelize Moreira