Eleições

O que acontece se não fizer a biometria do título eleitoral?

Especialista responde sobre as consequências e os rumores que andam circulando na internet

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,

Ouça a matéria:

Obrigatoriedade da biometria depende de cada cidade / Wilson Dias/ABr

A biometria dos eleitores, identificação  feita por meio da impressão digital, já ocorre em diversos países no momento das votações. No Brasil, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) vem divulgando o cadastramento biométrico em todo o país, com a intenção de que as eleições de 2018 já ocorram com o novo sistema de identificação. Porém, diversos boatos circulam na internet e deixam os cidadãos com dúvidas sobre o assunto. É o que aconteceu com o vendedor Guilherme César, que faz sua pergunta no quadro Fala Aí desta semana:

“Olá, meu nome é Guilherme César, tenho 37 anos, sou vendedor e empreendedor. A minha dúvida é que tá rolando nas redes sociais e na internet, que era necessário que as pessoas fizessem a biometria até o dia 7 de dezembro. Gostaria de saber se isso é fato e se após esta data tem alguma multa, algum problema na hora da pessoa votar."

“Eu sou a Eliana Passarelli, coordenadora de comunicação social do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TSE-SP). Bem, Guilherme, realmente, isso é um boato, não existe esse prazo de até 7 de dezembro para fazer a biometria e nem há essa multa. A biometria no Estado de São Paulo é obrigatória em 85 cidades, cada cidade tem seu prazo, tem que procurar no nosso site. Nesses locais, o eleitor que não comparecer tem o título cancelado. Mas, por exemplo, na cidade de São Paulo ainda não é obrigatório, tem várias cidades que ainda não é obrigatório. Então, esse boato é mentiroso"



 

Edição: Mauro Ramos