meio ambiente

Programa Bem Viver discute impactos da instalação de jazida de urânio no Ceará

Projeto prevê construir instalação nuclear, complexo mineroindustrial e um depósito de rejeitos em Santa Quitéria (CE)

Ouça o áudio:

Em Santa Quitéria, mina de Itataia pode ser considerada a maior mina de urânio e fosfato do Brasil - Governo do Ceará
Mineração é considerada uma das atividades mais perigosas para meio ambiente

Movimentos populares do Ceará alertam para os possíveis impactos sociais e ambientais da instalação de uma jazida para explorar urânio e fosfato no estado. O projeto pretende construir uma instalação nuclear, um complexo mineroindustrial e um depósito de rejeitos na Serra do Machado, no município de Santa Quitéria.

O território é formado por três bacias hidrográficas e 166 povoados. Para discutir os impactos e efeitos deste projeto, a edição de hoje (4) do Programa Bem Viver conversa com o ativista Erivan Silvan, que é integrante do Movimento pela Soberania Popular na Mineração (MAM).

Vale atentar que a mineração é uma das atividades mais degradantes para o meio ambiente e para comunidades tradicionais. Ela é realizada há pelo menos 400 anos no Brasil, colocando vidas humanas em xeque e causando impactos severos a natureza.

Racismo religioso

Para combater preconceitos e valorizar a cultura e as religiões de matriz africana, terreiros de candomblé e umbanda realizaram a primeira edição da Marcha do Povo de Axé de Águas Lindas, município satélite de Brasília, marcado por uma acentuada desigualdade social e econômica.

No último ano ocorreram dois episódios de violência no município. Em 21 de março deste ano, a loja de materiais religiosos Iansã Ilê foi invadida e depredada por uma pessoa que se dizia “cristã”. Imagens de orixás e outros materiais próprios de religiões afrobrasileiras foram quebrados.

O segundo caso foi a abordagem violenta ao terreiro de Pai André, ocorrida em 15 de junho de 2021. Policiais motivados pela busca do criminoso Lázaro Barbosa, então procurado pelo assassinato de uma família na Ceilândia (DF), invadiram o espaço religioso, bateram no caseiro da chácara e quebraram objetos religiosos.

Entre as reivindicações da Marcha do Povo de Axé de Águas Lindas estão a realização de um mapeamento dos terreiros do município, a instalação de uma delegacia de crimes raciais, a instalação de uma ouvidoria para casos de crimes religiosos e a criação de um dia de celebração da cultura afro-brasileira.

Os terreiros também solicitam a participação da cultura afro-brasileira na Feira Cultural de Águas Lindas do Goiás e a criação de um Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial.

Noel Rosa

O Bem Viver presta uma homenagem ao sambista Noel Rosa, que partiu há exatos 85 anos. A genialidade do chamado “Poeta da Vila” ficou marcada para sempre na história do Brasil.

Cantor, compositor, bandolinista e violonista, Noel Rosa, também chamado de "Rei das Letras", tornou-se imortal pelas canções escritas e novas interpretações de clássicos.

Um exemplo é a sátira que Noel Rosa faz com a própria morte, com a música "Fita Amarela", que ganhou uma versão com Martinho da Vila e Aline Calixto.


Confira como ouvir e acompanhar o Programa Bem Viver / Brasil de Fato

Sintonize

O programa Radinho BdF vai ao ar às quartas-feiras, das 9h às 9h30, na Rádio Brasil Atual. A sintonia é 98,9 FM na Grande São Paulo e 93,3 FM na Baixada Santista. A edição também é transmitida na Rádio Brasil de Fato, às 9h, que pode ser ouvida no site do BdF.

Em diferentes dias e horários, o programa também é transmitido na Rádio Camponesa, em Itapeva (SP), e na Rádio Terra HD 95,3 FM.

Assim como os demais conteúdos, o Brasil de Fato disponibiliza o Radinho BdF de forma gratuita para rádios comunitárias, rádios-poste e outras emissoras que manifestarem interesse em veicular o conteúdo. Para fazer parte da lista de distribuição, entre em contato pelo e-mail: [email protected]

Edição: Sarah Fernandes