Manipulação

Editorial | Qual Venezuela a mídia mostra?

EUA tem objetivo de desgastar governos populares ou que simplesmente adotaram políticas independentes

Brasil de Fato | Belo Horizonte (MG)

,
Os trabalhadores apoiam o governo Maduro, eleito democraticamente / Governo da Venezuela

Diariamente, a situação da Venezuela é noticiada pela televisão. O problema é que, pela mídia empresarial, não se sabe de forma completa o que ocorre naquele país.

Afinal, como é possível conhecer a realidade sobre países da América Latina, Ásia e África se o mundo é mostrado pela mídia na ótica de Washington, Londres, Buenos Aires e São Paulo?

O que não é mostrado é que os trabalhadores na Venezuela apoiam o governo Maduro, eleito democraticamente. Desde 1998, quando o presidente Hugo Chávez assumiu, a maioria do povo apoiou um projeto que erradicou o analfabetismo, deu mais acesso à cultura, construiu moradias populares. Este projeto venceu 18 entre 19 eleições.

Intervenções estrangeiras são inaceitáveis

Por outro lado, o governo dos EUA incentiva oposições em diferentes países, com o objetivo de desgastar governos populares ou que simplesmente adotaram políticas independentes. Atualmente, usam de ações violentas.

O presidente dos EUA, Donald Trump, tem se declarado em tom de ameaça contra a Venezuela. O interesse é econômico, pelas riquezas naturais do país.

Intervenções estrangeiras são inaceitáveis e nunca resolveram o problema dos países. Mas a forma deturpada como os veículos de comunicação empresariais analisam outros países incentiva a chance de invasão e de conflito militar.

Ao povo brasileiro convém lutar com unhas e dentes em defesa da Venezuela, pois uma ingerência externa lá abre caminho para a intervenção em outros países, e fere o princípio básico de respeito à soberania de um povo. 

Depois do golpe em Honduras (2009), no Paraguai (2012) e no Brasil (2016), agora buscam interromper o governo popular da Venezuela. Não podemos permitir. 

 

Edição: Joana Tavares