Aniversário

Editorial | Uma visão popular de Minas, do Brasil e do mundo

Nesses quatro anos, agradecemos a confiança e reafirmamos nosso compromisso de estar sempre ao lado dos trabalhadores

Brasil de Fato | Belo Horizonte (MG)

,
Imagem de uma das distribuições do jornal, que acontecem em todas as manhãs de sexta-feira / Larissa Costa

Escolher o ponto de vista das trabalhadoras e trabalhadores e seus interesses para pautar as notícias. Esse, em resumo, é o compromisso do Brasil de Fato. Com esse propósito, o projeto nacional foi lançado em janeiro de 2003 e, apesar das adversidades e dificuldades de fazer uma mídia popular, a ideia se ampliou e se espalhou.

Por 10 anos, o jornal circulou de forma ininterrupta e chegou a todo o Brasil. Com matérias de fundo e análises sobre os principais problemas do país e do mundo, ajudou a desconstruir a ditadura do pensamento único que imperava na imprensa comercial, monopolista e entreguista. Além da edição regular, foram dezenas de publicações especiais, com tiragens massivas e distribuição gratuita.

Em Minas Gerais, foram feitas edições sobre a falácia do “choque de gestão” de Aécio Neves à frente do governo do estado; sobre o massacre de Felisburgo, que vitimou cinco trabalhadores sem-terra no Vale do Jequitinhonha; sobre a greve dos trabalhadores em educação da rede estadual, que durou 112 dias, em 2011, e sobre a privataria tucana.

Em maio de 2013, foi lançada a primeira edição específica de Minas Gerais. Cinco meses depois, em agosto, o jornal já circulava com sua edição de número 1. Agora, chegamos à edição 200, com mais de 10 milhões de jornais distribuídos gratuitamente. Todas as semanas, são 40 mil exemplares que chegam às mãos de estudantes, sindicalistas, professores, trabalhadoras e trabalhadores de todas as idades, que circulam pelas ruas da capital e outras 40 cidades.

Seguimos investindo em edições especiais, e já foram muitas: sobre o festival de arte e cultura da reforma agrária, sobre o plebiscito popular pela redução da conta de luz, sobre o acampamento nacional do Levante Popular da Juventude, sobre a Gasmig, sobre o golpe que estava sendo armado no país e outra sobre sua confirmação, além de edição sobre a Previdência e duas sobre o crime da Samarco em Mariana.

Parcerias

Neste ano, o Brasil de Fato começou uma parceria com a CUT Minas, o SindUTE e o Sindifisco e participa do programa “Roda de Conversa”, na rádio Favela, todas as segundas-feiras. Desde maio, também começamos um programa semanal na mesma rádio, todos os sábados.

Além disso, participamos da construção do projeto do Brasil de Fato nacionalmente, que conta com uma página na internet, abastecida com notícias de todo o país, e jornais estaduais no Rio de Janeiro, Pernambuco e Paraná.

A permanência, credibilidade, expansão e fortalecimento desse projeto só é possível porque conta com centenas de apoiadores, que vão desde os parceiros políticos até voluntários anônimos que fazem questão de difundir o jornal. Essa é nossa maior prova de que estamos no caminho certo e que é urgente a democratização da comunicação para que mais vozes possam participar da vida pública. Nesse aniversário de quatro anos, agradecemos o voto de confiança e reafirmamos nosso compromisso de estar sempre ao lado dos trabalhadores.

Edição: Joana Tavares