Saúde

Municípios do Triângulo Mineiro debatem a implantação do SAMU

Serviço de urgência e emergência pode beneficiar 1,2 milhão de pessoas

Brasil de Fato | Uberlândia (MG)

,
A região contempla 27 municípios e é responsável por 1,2 milhão de habitantes / Divulgação

O consórcio para o início do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) na região do Triângulo Mineiro- Norte, realizado há dois anos, ainda não garantiu o funcionamento integral desse direito.

A região contempla 27 municípios e é responsável por 1,2 milhão de habitantes. Em reunião realizada no dia 22 de setembro, foi aprovada a instalação do serviço. 

Um dos desafios para a efetivação do SAMU é a participação do município de Uberlândia. A prefeitura alega insuficiência de leitos hospitalares disponíveis para atender a demanda. Em caso de adesão, o Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU) receberia R$ 300 mil mensais para os 512 leitos. 

O SAMU tem como objetivo o atendimento precoce em situações de emergência e de urgência para reduzir o número de óbitos e o tempo de internação hospitalar.

Em nota, a Secretaria do Estado de Saúde de Minas Gerais informa que já foram entregues 31 ambulâncias.

Com a implantação do SAMU na região do Tringulo Norte, o estado de Minas Gerais terá sete regiões cobertas pelo serviço.

 

Edição: Joana Tavares