INAUGURAÇÃO

Quilombo de Xambá homenageia morador com evento aberto ao público

Morador histórico Tio Luiz, falecido em 1996 e grande contador de histórias, é o homenageado

Brasil de Fato | Olinda (PE)

,
Moradores transformaram um espaço na comunidade em uma pracinha para homenagear Tio Luiz. / Divulgação

Neste sábado (16), o Quilombo Urbano da Xambá, em Olinda, Região Metropolitana do Recife, inaugura a Praça Tio Luiz da Xambá. Uma homenagem a Luiz de França Paraíso (1926-1996), conhecido como Tio Luiz ou como Alegria, devido ao seu senso de humor e fama de grande contador de histórias. O evento inicia às 18h e é aberto ao público. 

A inauguração é uma iniciativa do Centro Cultural Grupo Bongar – Nação Xambá e do Instituto Tia Luíza, que junto com os educadores de uma oficina de leitura, crianças e moradores, transformaram um espaço na comunidade em uma pracinha para homenagear o xambazeiro Tio Luiz.

Na cerimônia, haverá contação de história, pelo Babalorixá Ivo da Xambá e o educador Gleidson da Xambá. As crianças irão relatar todo o trabalho de pesquisa feito por elas, educadores e moradores da Xambá. O evento também contará com apresentações culturais com cocos escritos pelas crianças, falando de Tio Luiz, e com a Orkestra Tambores da Xambá (OTX), com cantos para Xangô. 

Tio Luiz era sapateiro e sua sapataria era um pequeno espaço dentro da comunidade Xambá, que todos chamavam da “barraca” de Tio Luiz, onde hoje se localiza a guarita e saída dos ônibus do Terminal Integrado de Passageiros da Xambá (TI Xambá), em cima da calçada do Centro Cultural Grupo Bongar – Nação Xambá.

A sapataria de Tio Luiz sempre foi um ponto de encontro de moradores e principalmente das crianças da Xambá, que iam para lá ouvir as suas histórias reconhecidas pelos moradores como engraçadas, “mentirosas” e fantásticas, que revelava todo o universo da comunidade Xambá, seus orixás e encantados. Também nas noites da Xambá, Tio Luiz sentava sempre no tronco que fica em frente ao Terreiro Xambá com sua garrafa de café e toda a criançada o rodeava para mais uma vez ouvir as suas histórias.

Para a comunidade de Xambá, a homenagem a Tio Luiz busca a manutenção de sua história e a garantia da memória viva dos seus ancestrais. A comunidade convida a todas as pessoas interessadas em participar. 



 

Edição: Catarina de Angola