FUTEBOL

Sport e Vitória são Pernambuco no mata-mata do futebol feminino

Taça Paulista, na Região Metropolitana do Recife, reuniu 24 equipes do Nordeste

Brasil de Fato | Recife (PE)

,
Leoas têm 7 vitórias e 1 empate na competição e agora duelam contra o Ceará / Anderson Freire/Sport Recife

Desde o último dia 18 a Região Metropolitana do Recife tem sediado jogos da Taça Paulista de Futebol Feminino do Nordeste, que contou com 24 times dos 9 estados nordestinos. Entram em campo nessa sexta-feira (27) as duas principais equipes de futebol feminino de Pernambuco: o Sport e o Vitória das Tabocas, ambas que também jogam na primeira divisão do Brasileirão feminino. Mas hoje elas jogam pelas quartas de final da Taça Paulista. O torneio é idealizado pela Prefeitura do Paulista e pela Federação Pernambucana de Futebol (FPF).

O Sport entra em campo no Ademir Cunha, em Paulista, às 15h desta sexta-feira (27), contra o Ceará. O clássico nordestino já ocorreu na primeira fase da competição, com vitória do Sport por 3x0. Mas aquela foi a única derrota do Ceará na competição. A campanha das alvinegras têm 5 vitórias, 2 empates e 1 derrota, enquanto as rubro-negras têm 7 vitórias e 1 empate. Já o Vitória das Tabocas joga às 10h da manhã no Centro de Treinamento do Náutico, na Guabiraba, contra o Lusaca, da Bahia. As pernambucanas têm 6 vitórias e 2 empates - sendo um deles contra o próprio Lusaca, na primeira fase: 1x1.

Duelam ainda, pelas quartas de final, o Botafogo-PB contra o Menina Olímpica-CE, às 15h no Grito da República, em Rio Doce, Olinda; e o Vitória-BA contra o Kashima-PB, às 15h no CT do Náutico.

Outras cinco equipes pernambucanas jogaram a competição: América, Íbis e Centro Limoenrense caíram ainda na primeira fase, enquanto Náutico e Ypiranga foram eliminados na segunda fase de grupos - no caso das alvirrubras, pelo saldo de gols. A taça teve jogos todos os dias no Recife, Olinda, Paulista e em Limoeiro.

O secretário de Políticas Sociais e Esportes de Paulista, José Augusto da Costa, falou sobre a importância da competição. “A gente percebe que tem um público muito ansioso. E mesmo o Brasil sendo o país do futebol, não tem valorizado tanto o futebol feminino e entendemos isso como uma forma de fortalecer e incentivar a juventude a buscar o esporte feminino. E para se tornar um evento maior, através da FPF contatamos outras federações para buscarmos os nove estados nordestinos para fazer essa grande taça”, disse.

As semifinais ocorrem neste sábado (28), às 10h da manhã e 15h, no Ademir Cunha, em Paulista. E a final, no mesmo estádio, mas no domingo (29), às 16h.

Edição: Vinícius Sobreira