Unidade

Arte fortalece marcha nacional do MST

Evento cultural em apoio à mobilização será realizado nesta sexta (10) em Belo Horizonte

Brasil de Fato | Belo Horizonte (MG)

,
Pereira da Viola é um dos artistas que participam da ação cultural / Foto: Reprodução/Armazém do Campo BH

O Armazém do Campo de Belo Horizonte vai realizar na próxima sexta (10) uma ação cultural em solidariedade à Marcha Nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), que acontecerá entre os dias 10 e 15 de agosto, pela democracia e em defesa da candidatura de Lula. O evento é parte das noites culturais chamadas “Cultura na Sexta” e vai reunir dez artistas da cidade.

Se apresentarão Pereira da Viola, Wilson Dias, Andréia Roseno, Celso Moretti, Rubinho do Vale, Xicas da Silva, Bruna Gavino, Joaci Ornelas, Teresa Portes e Paulo Mourão. De acordo com Guê Oliveira, do MST, o objetivo é fazer com que todos que não puderem ir até Brasília participem da marcha de alguma forma, além de dialogar melhor com a população sobre as reivindicações.

"É uma forma de se encontrar e ter uma participação mais ativa, fora da internet, para fortalecer essa mobilização. É para que as pessoas se sintam parte de tudo o que está acontecendo", afirma a militante, reforçando a importância da união entre a arte e a política.

Por Lula Livre

Os sem-terra vão caminhar durante cinco dias saindo de três cidades - Formosa (GO), Luziânia (GO) e Engenho das Lages (DF) - no dia 10 de agosto em direção à capital federal. Chegarão em Brasília no dia 15 de agosto, último dia para o registro das candidaturas que vão disputar as eleições presidenciais em 2018. Lá, os camponeses se juntam com outras organizações e partidos de esquerda em um ato em frente ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Compareça

O evento começa às 19h30 e vai até às 22h. O Armazém do Campo fica localizado na avenida Augusto de Lima, nº 2136, no bairro Barro Preto.

Edição: Joana Tavares